Início / Featured / Semana do Mar de Setúbal. Alunos visitam navio-escola Sagres, navio Mar Portugal e caravela Vera Cruz

Semana do Mar de Setúbal. Alunos visitam navio-escola Sagres, navio Mar Portugal e caravela Vera Cruz

Alunos de várias escolas estão a participar, hoje, 12 de Outubro, em visitas ao navio-escola Sagres, ao navio Mar Portugal e à caravela Vera Cruz, acostados na frente ribeirinha da cidade de Setúbal no âmbito da Semana do Mar 2018.

Mais de uma centena de alunos da EB do Faralhão ri e conversa animadamente na proa do navio-escola Sagres, no início da visita à embarcação emblemática da Marinha Portuguesa.

Depois das visitas escolares ao longo do dia de hoje, o Mar Portugal, juntamente com Sagres e a Vera Cruz estão abertos a visitas públicas amanhã, entre as 10h00 e as 23h00.

“Veleiros ao Luar: Street Food & Music”

Ao mesmo tempo, no cais 2, decorre a iniciativa “Veleiros ao Luar: Street Food & Music”, hoje e amanhã, das 10h00 às 24h00. A animação musical está presente, das 21h30 às 23h30, no evento que decorre à beira-rio.

A Semana do Mar Setúbal 2018 proporciona ainda baptismos de mar numa lancha de fiscalização rápida da Marinha Portuguesa, hoje e amanhã, das 10h00 às 18h00, com inscrições no stand da APSS instalado no Cais 2.

Amanhã, entre as 10h00 e as 16h00, há experiências náuticas e batismos de mar, gratuitos, mediante inscrições em www.boatcenter.pt. Para mais informações deve ser contactado o número 969 455 033.

Regata de veleiros no Sado

Está ainda agendada uma regata de veleiros no Sado, às 11h00, e o leilão tradicional de pescado “Do Mar à Voz”, às 15h00, no edifício da Docapesca. À noite, às 22h00, há um espectáculo de fogo de artifício na zona ribeirinha.

O encerramento da Semana do Mar 2018, no domingo, é marcado pela largada dos navios Sagres e Mar Portugal e da caravela Vera Cruz, em desfile náutico, previsto para as 10h30.

Um mar de alunos

“Meninos, vejam os lemes do navio. Servem para conduzir ou navegar?”, pergunta a professora Sandra Rodrigues.

Os olhares dos pequenos fixam-se no leme, com a inscrição “A pátria honrae que a pátria vos contempla”, e ninguém tem dúvidas. “Navegar! Navegar!”, respondem em coro.

A docente guia os alunos e tenta explicar alguns pormenores que os deixam curiosos. “Será que eles conseguem ver tubarões daqui?”

Um dos navios com mais história em Portugal

A professora olha para dentro da sala que é motivo da curiosidade de todos e onde estão instalados computadores e material necessário à navegação. “É bem provável que sim”, sorri.

A visita à embarcação mais emblemática da Marinha Portuguesa prossegue para a proa, onde o tenente Martins Morgado é o anfitrião.

“Estão a gostar da visita? Este é um dos navios com mais história em Portugal. Sabem que idade tem?”

Como ninguém parece saber, o tenente Morgado responde: “Tem 80 anos. E sabem o que faz a 30 de Outubro? 81 anos, claro”, diz em tom de brincadeira para deixar os pequenos mais à vontade.

Embarcações acostadas no cais 2

Nesta parte do Sagres é possível ver o mar de crianças que, juntamente com os professores, percorre a zona ribeirinha de Setúbal para visitar as embarcações acostadas no cais 2, no âmbito da Semana do Mar 2018, organizada pela Câmara Municipal, pela APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, pela Marinha e pela Aporvela.

Na caravela Vera Cruz, da Aporvela, a agitação também é muita, mas este ano há uma novidade na Semana do Mar, a presença para visitas públicas do Mar Portugal, navio do IPMA – Instituto Português do Mar e Atmosfera, para investigação em águas profundas, orientado para operações de geofísica, com veículos remotos e pesca de arrasto.

“Ninguém mexe em nada, ninguém corre nem salta”

Uma turma do 3.º ano da Escola Básica dos Arcos ouve as indicações do imediato Guilherme Barreto. “Estas são as regras: ninguém mexe em nada, ninguém corre nem salta. É muito importante seguirem estas regras”.

O imediato e o comandante Joaquim Estrelinha lideram a visita ao navio que se encontra a meio de uma missão, mas não quis deixar de participar na Semana do Mar. “Estamos a investigar se o salmão se dá bem na costa portuguesa. Vamos sinalizar um quadrado de 500 por 500 metros, a 11 milhas da costa, em Aveiro, para perceber se é possível”, explica Guilherme Barreto.

Navio de investigação pesqueira e hidrográfica

Já a chegar à ponte do navio, as explicações são complementadas pelo comandante. “O Mar Portugal é um navio de investigação pesqueira e hidrográfica. Apanhamos peixe em pequenas quantidades para fazer estudos científicos e saber qual o estado de cada espécie ao largo da costa portuguesa”.

Na ponte, os olhares dispersam-se pelo imenso material necessário à navegação do navio. “Aqui temos o controlo da embarcação, o radar, o sistema de comunicação e as cartas de navegação, em papel e eléctricas”, relata Joaquim Estrelinha.

“Porque é que vocês têm de ver os mapas?”, pergunta o pequeno Marcelo. “De vez em quando temos de verificar onde estamos, para não nos perdermos ou irmos contra uma rocha”.

A explicação é interrompida pelo som emitido pelo rádio. Marcelo quer saber de que se trata e o imediato Barreto explica que há um navio na zona de África a pedir ajuda. “Somos obrigados a prestar auxílio. No mar somos um por todos e todos por um”.

Carta electrónica

O comandante regressa às explicações sobre a carta electrónica e mostra aos alunos da Escola Básica dos Arcos onde o Mar Portugal está acostado. “Estão a ver este ponto? Aqui sabemos exactamente qual a nossa localização. Estamos atracados no rio Sado, em Setúbal, e aqui é a Serra da Arrábida”.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Crédito Agrícola apoia exportação nacional na Fruit Attraction em Madrid

O Grupo Crédito Agrícola volta a participar na maior feira internacional destinada aos profissionais do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.