Início / Quem Somos

Quem Somos

A Revista Agricultura e Mar é constituída por um grupo de jornalistas com décadas de trabalho.

Jornalistas independentes de qualquer grande grupo de comunicação social, que decidiram avançar com este desafio: construir uma revista que seja uma ferramenta de trabalho para as pequenas e médias empresas do mundo rural e da economia do mar.

Esta publicação não respeita o Acordo Ortográfico assinado em 1990.

Conceito

A Revista Agricultura e Mar é uma publicação digital diária de informação dirigida aos profissionais do mundo rural e da economia do mar, mas também orientada para a divulgação de toda a actualidade política, económica e cultural.

O objectivo é dar a conhecer a inovação tecnológica e científica, os novos apoios comunitários e nacionais aos sectores agrícolas e do mar e toda a indústria com eles relacionados. Temas como os das soluções energéticas, sistemas de rega, nova maquinaria e aquacultura, mas também todos os eventos relacionados com a terra e o mar, como as feiras agrícolas e os desportos náuticos serão abordados semanalmente. E também a análise da evolução do preço dos produtos agrícolas, do gado, do valor dos terrenos agrícolas e do pescado.

Dar a conhecer as pequenas e médias empresas (PME) dos dois sectores é um enfoque estratégico da Agricultura e Mar.

 
       
   
 

5 comentários

  1. Necessito informação sobre financiamento a agricultura

  2. Este site está muito pobre no que diz respeito à cultura da Alfarroba.
    Dir-me-ão que não há notícias sobre inovação tecnológica de interesse relevante sobre esta cultura.
    Nada mais errado!
    Que tal as seguintes sugestões:
    Selecção das variedades existentes com recurso a análise laboratorial?
    Multiplicação de clones de árvores com boas variedades, conseguida em laboratório?
    Inovação na aplicação dos sub-produtos da alfarroba?
    Na alimentação humana e animal?
    Nas técnicas novas de fertilização e tratamento da alfarrobeira?
    Se se continuar a ignorar esta cultura, terei de continuar a consultar páginas no Brasil, na Austrália, em África do Sul, etc, ou a vasculhar os depósitos de teses de mestrado e doutoramento das universidades portuguesas, para obter mais informação e assim melhorar a minha cultura.
    Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.