Início / Agricultura / INE: terminou situação de seca meteorológica no Baixo Alentejo e Algarve

INE: terminou situação de seca meteorológica no Baixo Alentejo e Algarve

A situação de seca meteorológica que se verificava no final de Fevereiro no Baixo Alentejo e Algarve, em resultado das condições meteorológicas de Março, terminou, refere o Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Abril de 2024 do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Face ao final de Fevereiro, o teor de água no solo, medido em relação à capacidade de água utilizável pelas plantas, registou um aumento significativo, com particular destaque na região Sul. Praticamente todo o território continental atingiu o nível da capacidade de campo, registando-se valores entre os 40% e 60% apenas em zonas restritas do interior do Baixo Alentejo, realçam os técnicos do INE.

Quanto às reservas hídricas, o volume de água armazenado nas principais albufeiras com aproveitamento hidroagrícola de Portugal continental encontrava-se a 85% da capacidade total, valor superior ao registo médio de 1990/91 a 2022/23 (79%), do mês anterior (78%) e do ano anterior (78%).

No final do mês, de acordo com o índice meteorológico de seca PDSI (Palmer Drought Severity Index), a maior parte das regiões a Sul do Tejo encontrava-se na classe normal ou na classe de chuva fraca. A Norte do Tejo, e com excepção de algumas zonas dos distritos de Castelo Branco, Santarém e Lisboa, toda a área estava nas três classes mais intensas de chuva (moderada, severa e extrema, a última com menos de 1%, sobretudo no Entre Douro e Minho). De referir que, face ao período homólogo, o cenário é mais favorável: em Março de 2023, 48% do território encontrava-se em seca, metade da qual moderada e severa, adianta o INE.

Acrescenta o Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Abril de 2024 que o mês de Março caracterizou-se, em termos meteorológicos, como muito chuvoso. O valor de precipitação total, 177,8mm foi quase três vezes superior ao valor médio 1981-2010 (62,2mm), tendo-se concentrado sobretudo em três períodos: entre os dias 1 e 3, mais intensa no Norte e litoral Centro; entre 7 e 10, associada à depressão Mónica, em todo o território e com neve nas serras do Norte e Centro; entre 26 e 31, também associado a uma depressão (Nelson), em todo o território, mas com particular intensidade na área metropolitana de Lisboa. Quanto à temperatura, Março classificou-se como normal. O valor da temperatura média do ar foi de 12,4°C, sem desvio significativo face à normal (1981-2010).

Pode ler o Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Abril de 2024 aqui.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Já são conhecidos os vencedores do Prémio Nacional de Enoturismo 2024

Partilhar              A gala da terceira edição do Prémio Nacional de Enoturismo Apeno/Ageas Seguros 2024, considerado o …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.