Início / Agricultura / ICNF entrega 23 viaturas a equipas de Sapadores Florestais na Marinha Grande

ICNF entrega 23 viaturas a equipas de Sapadores Florestais na Marinha Grande

O ICNF — Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas entregou hoje, 28 de Outubro, 23 viaturas a equipas de Sapadores Florestais, um investimento de cerca de 1,6 milhões de euros. A cerimónia decorreu no Bairro Florestal de Padreanes, Marinha Grande.

Estas são as primeiras de um total de 78, adquiridas com um investimento total de cerca de 5,4 milhões de euros, apoiado pelo PRR — Plano de Recuperação e Resiliência. As restantes 55 viaturas serão entregues às entidades titulares das equipas em 2023, refere um comunicado do ICNF.

Esta iniciativa, no âmbito do Programa de Sapadores Florestais, contou com a presença do secretário de Estado da Conservação da Natureza e Florestas, João Paulo Catarino, do presidente do conselho directivo do ICNF, Nuno Banza.

A presente iniciativa enquadra-se no programa de substituição do equipamento colectivo das equipas e brigadas do Programa de Sapadores Florestais (PSF), das equipas do Corpo Nacional de Agentes Florestais e da Força de Sapadores Bombeiros Florestais do ICNF, que engloba o Plano de Reequipamento Plurianual dos Veículos (PRPV).

Estas 23 viaturas abrangem 14 que se encontram inoperacionais ou sem condições para circulação em segurança, sendo as restantes 9 entregues a equipas com dada de início de operacionalidade em 2007, acrescenta o mesmo comunicado.

Com a entrega das restantes 55 viaturas, que terá lugar em 2023, ficará assegurada a substituição das viaturas das equipas cujo início de operacionalidade ocorreu até 2010, garante o Governo.

Tendo como objectivo estratégico garantir a operacionalidade das equipas, o PRPV estabelece uma quota anual ideal destinada à substituição dos veículos, assente num plano previsível de investimento público ao longo dos próximos anos que compatibiliza o nível de esforço financeiro por parte do Estado com a indispensável garantia de operacionalidade, nas devidas condições de segurança, dos veículos TT operados pelas equipas.

O PRPV dirigido às equipas e brigadas de Sapadores Florestais assenta nos seguintes critérios base para a substituição das viaturas:

  • Viaturas que tenham ficado inoperacionais e sem possibilidade de recuperação por causas não imputáveis às entidades gestoras;
  • Tempo decorrido desde a data de início de operacionalidade da equipa.

No que respeita às equipas e brigadas do PSF, a que acrescem as equipas CNAF e da FSBF, desde 2017 foram pagos pelo Fundo Florestal Permanente/Fundo Ambiental mais de 150 milhões de euros para apoio ao seu funcionamento, existindo neste momento 411 equipas operacionais.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

ADVID promove workshop sobre racionalização da vinha de encosta. Participação gratuita

Partilhar              A ADVID — Associação para o Desenvolvimento da Viticultura Duriense/CoLAB Vines&Wines promove o workshop “Racionalização …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.