Início / Agricultura / Deputada do PSD Açores alerta para o corte de verbas do POSEI após 2022

Deputada do PSD Açores alerta para o corte de verbas do POSEI após 2022

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A deputada do PSD Açores na Assembleia da República, Ilídia Quadrado, mostrou ao Governo a sua preocupação com “os cortes que poderão ocorrer na dotação orçamental do Programa POSEI depois de 2022, dado serem apoios fundamentais na manutenção e desenvolvimento da produção agrícola regional”.

Numa audição com a ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, na Comissão da Agricultura e Mar, a social democrata frisou que “a manutenção da dotação orçamental do POSEI é crucial, e consideramos muito importante o esforço realizado para essa manutenção até 2022, no entanto, manifestamos a nossa preocupação relativamente aos cortes previstos após essa data”.

Ilídia Quadrado realçou a importância daquele Programa para os Açores, “uma vez que abarca medidas a favor das regiões ultraperiféricas (RUP) da União Europeia (UE), compensando o seu afastamento, a insularidade, a pequena superfície e ainda o relevo e clima difíceis”.

Necessário reforço de 10 milhões

Da mesma forma, explicou que o envelope financeiro disponibilizado “não é suficiente para o apoio ao sector. E sendo imprescindível, é preciso reforçar, através de recursos próprios, as referidas dotações, reforço esse na ordem dos 10 milhões de euros”.

A deputada açoriana realçou o facto de Portugal deter a Presidência do Conselho da EU, questionando o Governo “sobre a viabilidade de se manter a dotação do POSEI após 2022. Ou, sendo ainda mais optimista, se será possível aumentá-la, de forma a fazer face aos constrangimentos, desafios e potencialidades que a agricultura dos Açores, e das restantes RUP revela”.

Ilídia Quadrado disse ainda que “existe uma melhoria significativa da produção e da comercialização dos produtos regionais, mas que leva a maiores necessidades de apoio para garantir o desenvolvimento de uma agricultura de qualidade e sustentável”.

Nesse sentido, “a pandemia que estamos a viver veio reforçar o papel central da agricultura e é essencial promover as suas mais valias como alavanca da recuperação da economia. Os Açores têm características próprias e nove ilhas com realidades distintas, mas que também implicam maiores desafios”.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Atleta de Moura: Stefano da Piedade conquista 5º lugar no Campeonato Nacional de Pesca à Bóia

Partilhar              O atleta do Clube Mourense Amadores de Pesca e Caça Desportiva, Stefano da Piedade, alcançou …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.