Início / Mar / Aquacultura / Universidade de Coimbra vence Prémio Inovação Expo Fish com projecto de valorização do ouriço-do-mar

Universidade de Coimbra vence Prémio Inovação Expo Fish com projecto de valorização do ouriço-do-mar

O projecto “OtimO – Optimização dos processos de produção de Ouriço-do-mar”, centrado no desenvolvimento de um modelo inovador de produção aquícola de ouriço-do-mar, foi o grande vencedor da 1ª edição do Prémio Inovação Expo Fish Portugal, na categoria “Inovação e Investigação”. A atribuição do Prémio aconteceu a 16 de Novembro, na sessão de encerramento da 2ª edição da Expo Fish, uma iniciativa organizada pela Docapesca – Portos e Lotas, que teve lugar no Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões.

A 2ª edição da Expo Fish, organizada pela Docapesca, teve como principal objectivo contribuir para a internacionalização e promoção das actividades ligadas ao sector da pesca e da comercialização de pescado, bem como actividades ligadas ao sector. A iniciativa contou com a presença de 85 importadores, oriundos de 37 mercados internacionais, e com a realização de 240 reuniões B2B.

A edição deste ano integrou a novidade do Prémio Inovação Expo Fish Portugal, sob o mote “Inovação e investigação ligada ao sector alimentar do mar”, um concurso de ideias, aberto a estudantes do ensino superior e start-ups.

A sessão de atribuição dos prémios contou com a presença da ministra da Agricultura e da Alimentação, Maria do Céu Antunes, que entregou as distinções aos vencedores.

O projecto “OtimO”, desenvolvido na Figueira da Foz pelo Laboratório Marefoz, da Universidade de Coimbra, sagrou-se o grande vencedor da 1.ª edição do Prémio Inovação Expo Fish Portugal, na categoria de” Inovação e Investigação”.

Projecto “OtimO”

Integrado na Estratégia UC MAR – Transferência de Conhecimento ao Serviço da Economia do Mar, da Universidade de Coimbra, o OtimO é um projecto de I&D de um modelo inovador de produção aquícola de ouriço-do-mar (Paracentrotuslividus), visando a transferência de conhecimento e resultados de I&D para os sectores económicos da Economia Azul, através de inovação, promovendo a diversificação e aumento de competitividade da economia das zonas costeiras, e potenciando o desenvolvimento local assente no empreendedorismo, criação de emprego sustentável e inovação social.

Também o projecto “Algadepur – Aquicultura Multi-trófica Integrada como veículo de sustentabilidade: Utilização de macroalgas para depuração de efluentes” esteve na corrida, tendo sido classificado como finalista do Prémio Inovação ExpoFish.

Este projecto, também desenvolvido pelo Laboratório Marefoz no âmbito da Estratégia UC MAR da Universidade de Coimbra, visa contribuir para a gestão sustentável dos recursos por via da utilização do sistema IMTA no tratamento das águas existentes na aquicultura, de modo controlado e sustentável, valorizando os produtos locais.

Ambos os projectos, “OtimO” e “Algadepur”, foram co-financiados pelo Mar 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do FEAMP – Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas, no âmbito da Estratégia de Desenvolvimento Local de Base Comunitária, DLBC/Costeiro – Pescas Mondego Mar, gerida pela AD ELO – Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego.

Para ficar a conhecer melhor, estes e outros projectos, desenvolvidos pelo Laboratório Marefoz ou por outro Centro de I&D da Universidade de Coimbra, no âmbito da estratégia UC MAR, clique aqui.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Deputados do PCP debatem gestão pública da água com Câmara de Setúbal

Partilhar              A gestão pública da água foi abordada numa reunião da Câmara Municipal e dos Serviços …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.