Início / Agricultura / Quinta de Vilar é o maior operador de maçã da Beira Alta após aquisição de instalações em Armamar

Quinta de Vilar é o maior operador de maçã da Beira Alta após aquisição de instalações em Armamar

A Sociedade Agrícola Quinta de Vilar, com a aquisição das instalações de Armamar, torna-se no maior operador em termos de capacidade de conservação de Maçã da Beira Alta. Um investimento de 4 milhões de euros que permite, agora, conservar um total de 12.700 toneladas de maçãs. Esta expansão fortalece ainda mais a sua posição como líder no mercado e vem acelerar o alcance das metas projectadas para 2028 de superar as 20 mil toneladas em conservação de Maçã da Região da Beira Alta.

“A produção de maçã de qualidade é o pilar do seu modelo de negócio. Fomentando as melhores e mais sustentáveis práticas de produção não só na sua produção própria”, mas também nas parcerias que desenvolve com vários produtores de maçã da Beira Alta e Trás-os-Montes, refere uma nota de imprensa da Quinta de Vilar.

“Hoje somos o operador com maior capacidade de conservação de fruta da Beira Alta. A compra das instalações de Armamar fez com que a Quinta de Vilar se tornasse o operador número um em conservação na região da Beira Alta, mas todo o esforço e dedicação para que isto fosse alcançado não começou aqui”, refere Henrique Cabral Menezes, gerente e principal accionista da Quinta de Vilar.

E adianta que “o armazém de Travancela foi aumentando a sua capacidade fase a fase, entre 2018 e 2021. Em Maio de 2023 é finalizada a aquisição do armazém de Armamar, que proporcionou à Quinta de Vilar um aumento rápido na escala e acesso a uma localização impar, próxima de parceiros da empresa e do principal centro de produção de maçã da região. Desde 2017 até 2023 a Quinta de Vilar investiu 15 milhões de euros, dos quais cerca de 12 milhões nos armazéns de Travancela e Armamar”.

Arranque na década de 1960

A Sociedade Agrícola Quinta de Vilar iniciou a plantação de maçãs ainda na década de 1960, sendo que entre 2005 e 2015 teve o seu “boom” de crescimento na plantação intensiva de pomares. Foi “sempre pioneira no que toca às novas técnicas de produção, sendo reconhecida pelos agricultores da região como uma exploração de excelência”, adianta a mesma nota, salientando que “a parceria privilegiada com alguns produtores aumentou nas campanhas recentes. A empresa é reconhecida pelo pagamento justo e atempado a todos os produtores”.

E salienta aquela nota que a Sociedade “é também detentora de todo o capital da empresa Frueat, detentora da marca Fruut, fornecendo fruta para a marca desenvolver os seus tão famosos e apreciados snacks de fruta desidratada”. Desde 2013 já foram vendidas mais de 25 milhões de embalagens. Na produção dos snacks Fruut “não há qualquer desperdício, sendo a sustentabilidade um dos valores mais importantes para ambas as empresas. No processo produtivo não são adicionados quaisquer químicos ou conservantes e é preservado todo o sabor autêntico da fruta da Quinta de Vilar”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Município do Seixal no TOP 3 da recolha de óleos alimentares usados de origem doméstica

Partilhar              O concelho do Seixal é um dos três concelhos do País, juntamente com os municípios …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.