Início / Agricultura / Produtores de leite têm mais 20 milhões de euros em linhas de crédito

Produtores de leite têm mais 20 milhões de euros em linhas de crédito

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os produtores de leite ganharam novas linhas de crédito de 20 milhões de euros, a redução parcial de contribuição para a Segurança Social e viram a antecipação da ajuda à vaca leiteira aumentada para 70%.

O Governo aprovou hoje, 23 de Agosto, em Conselho de Ministros, o Programa Específico para o Sector do Leite e Produtos Lácteos, o qual visa “atenuar a perda de rendimento que os produtores nacionais têm sofrido” na sequência da crise que o sector enfrenta desde 2015, como consequência do embargo da Federação Russa aos produtos agro-alimentares dos países da UE, da diminuição do consumo interno e mundial e do fim do regime das quotas leiteiras.

O programa reparte-se por 17 medidas, estruturadas em torno de sete eixos de actuação, entre as quais se destacam a criação de linhas de crédito no valor global de 20 milhões de euros, orientadas para enfrentar dificuldades de tesouraria e permitir a reestruturação de dívidas, e a redução parcial da parte contributiva dos pagamentos à Segurança Social por parte dos empresários e trabalhadores independentes.

Ajuda excepcional à vaca leiteira

Por outro lado, o Governo cria a atribuição de uma ajuda excepcional à vaca leiteira em 2016, aumentando de 50% para 70% a percentagem da antecipação da ajuda ligada à vaca leiteira e a salvaguarda de uma dotação específica de 10 milhões de euros nas medidas do PDR 2020 para apoio ao investimento e rejuvenescimento do sector.

O programa prevê ainda a rotulagem do leite para melhor informação do consumidor sobre a origem do produto.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Federação Agrícola dos Açores envia carta a Costa a pedir a manutenção do Orçamento Posei Pós-2020

Partilhar            A Federação Agrícola dos Açores continua a “envidar esforços de sensibilização e de apoio à …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.