Início / Economia / Preço médio do pescado aumenta 17,9% em Junho de 2021 para 2,58 euros/kg

Preço médio do pescado aumenta 17,9% em Junho de 2021 para 2,58 euros/kg

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O preço médio do pescado descarregado — variável não resultante das capturas nominais mas sim da valorização das quantidades descarregadas vendidas em lota — foi 2,58 euros/kg, em Junho de 2021, ou seja, um acréscimo de 17,9% (+8,0% em Maio).

Segundo o Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Agosto de 2021, do  Instituto Nacional de Estatística (INE), o preço médio dos peixes marinhos (2,06 euros/kg) teve um aumento de 13%, que ficou a dever-se sobretudo à subida do preço de espécies como o carapau e a cavala.

O preço médio dos crustáceos (9,54 euros/kg) diminuiu 16,0%, situação para a qual contribuiu o menor preço registado na gamba branca e perceves. O preço dos moluscos foi 5,79 euros/kg, o que representou um acréscimo de 28,0%, devido sobretudo à subida registada em espécies como o polvo, as lulas e o berbigão.

Capturas de pescado em Portugal diminuem 13%

Por outro lado, avançam ainda os técnicos do INE que o volume de capturas de pescado em Portugal, em Junho de 2021, diminuiu 13% (+19,2% em Maio), justificado pela menor captura de peixes marinhos (sobretudo cavala), mas também carapau, peixe-espada e atuns, revela o Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Agosto de 2021, do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Às 10.483 toneladas de pescado correspondeu uma receita de 28.259 mil euros, valor que representou um aumento de 5,0% (+29,4% em Maio).

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Petição contra a alteração da idade para assistir ou participar em touradas está a chegar aos 18 mil subscritores

Partilhar              O Conselho de Ministros aprovou no dia 14 de Outubro o decreto-lei que altera a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.