Início / Agricultura / Navigator fecha 1º trimestre de 2024 com vendas a crescerem 7% para 536 milhões de euros

Navigator fecha 1º trimestre de 2024 com vendas a crescerem 7% para 536 milhões de euros

A The Navigator Company encerrou o primeiro trimestre de 2024 com um volume de negócios de 536 milhões de euros, um crescimento de 7% face ao período homólogo e de 9% em relação ao 4º trimestre de 2023.

O ano de 2024 arrancou com a procura de papeis de impressão e escrita a manterem a tendência positiva que já se vinha a verificar no 2º semestre do ano passado. A procura aparente (ao nível dos fabricantes) foi essencialmente impulsionada pela regularização de stocks na cadeia de distribuição, especialmente na Europa, refere um comunicado de imprensa da empresa.

Na Europa, a procura aparente de papel UWF apresentou um crescimento de mais de 10% este trimestre, com o segmento de papel para a indústria gráfica a crescer mais de 20% em folhas e cerca de 5% em bobines, tendo o papel de escritório crescido cerca de 10%.

Desta forma, depois de um 2º semestre de 2023 marcado por uma recuperação do ritmo de entrada de encomendas, o 1º trimestre de 2024 manteve essa tendência positiva com o papel UWF a atingir um rácio encomendas/capacidade de 90% (vs. 70% no 1º semestre de 2023 e 80% no 2º semestre de 2023).

De destacar a robustez do modelo de negócio assente em diferenciação, produtos Premium e marcas próprias fortes nos diferentes mercados onde operamos. As marcas de fábrica representaram 76% das vendas do trimestre (vs média de 67% registada no período 2012-2023), realçando a resiliência da estratégia de marca da empresa. A quota de produtos premium, mantém-se elevada face ao ano de 2023, 57% (vs média de 53% registada no período 2012-2023). Em contextos de mercado mais difíceis, as marcas próprias e os segmentos de maior valor acrescentado oferecem uma protecção adicional aos resultados da Navigator.

Tissue cresce a bom ritmo

Quanto à procura no mercado de papel Tissue, apresentou uma boa dinâmica neste 1º trimestre. Durante este período, o volume de vendas de Tissue (produto acabado e bobines) atingiu 38 mil toneladas, o que representa um crescimento de 59% face ao trimestre homólogo (aquisição da fábrica de Saragoça ocorreu no 2º trimestre de 2023) e uma redução de 6% face ao trimestre anterior, essencialmente pelo desacelerar de vendas de bobines por menor disponibilidade produtiva e maior utilização interna de papel. O valor das vendas apresentou um crescimento de 41% face ao período homólogo e uma correcção de 4% face ao último trimestre.

A integração da fábrica Navigator Tissue Ejea para além de potenciar o crescimento de vendas, alargou também a base de clientes e gerou ganhos relevantes em sinergias de unificação.

O foco na inovação e na diferenciação continua a angariar à Navigator reconhecimento junto dos seus clientes, nomeadamente por recurso à marca de fabricante também neste negócio, que, no 1º trimestre de 2024, apresentou um crescimento de 11% face ao período homólogo, com o segmento de retalho a crescer 14%.

Packaging

Após um ano de 2023 desafiador, com reduções de procura aparente nunca vistas em grande parte dos segmentos de embalagem, o mercado europeu começa 2024 com sinais de recuperação. Com efeito, as entregas europeias dos principais segmentos onde a Navigator opera cresceram 14% face a período homólogo.

Neste contexto, o negócio de packaging da Navigator ainda em fase de consolidação no mercado internacional revelou uma procura mais robusta e consistente nos principais segmentos, enquanto evidenciou já impacto positivo da entrada em vários novos segmentos (sobretudo na área do flexible packaging) em que a empresa se lançou nestes primeiros meses do ano. A fase de testes e introdução no mercado, ainda em curso, traduz-se numa operação de larga escala de abordagem a novos clientes, apoiada na realização de testes de mercado, que já conta com mais de 250 testes, numa operação comercial 100% assente em marca própria – gKraft.

Como parte da diversificação do negócio packaging, o projecto de produção integrada de peças de celulose moldada de eucalipto – sob a marca gKraft Bioshield -, destinadas a substituir packaging de plástico e alumínio de utilização única no mercado de food service e food packaging, continua a avançar como planeado, com previsão de entrada em produção no início do 2º semestre de 2024, sob a marca gKraft Bioshield. A unidade terá capacidade de produção de cerca de 100 milhões de unidades por ano, sendo a maior unidade integrada na Europa a partir de fibra de eucalipto, num mercado de elevado potencial e crescimento.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Carmona Rodrigues lidera Grupo de Trabalho para estratégia de gestão, armazenamento e distribuição eficiente da água

Partilhar              O Governo decidiu criar um Grupo de Trabalho para delinear a estratégia multissectorial, “Água que Une”, …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.