Início / Agricultura / ESHTE celebra 33º aniversário a potenciar aproveitamento de excedentes agrícolas e utilização de insectos como fonte nutricional

ESHTE celebra 33º aniversário a potenciar aproveitamento de excedentes agrícolas e utilização de insectos como fonte nutricional

A Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (ESHTE), a maior e mais antiga escola superior de hotelaria e turismo de Portugal, festeja nesta quinta-feira, 15 de Maio, o seu 33º aniversário de olhos postos no futuro, “mantendo-se na vanguarda da inovação”.

A instituição, com um índice de empregabilidade de 96%”, definiu nos últimos as bases formais para a colaboração com a multinacional francesa Lactalis, o maior grupo mundial de lacticínios — através das suas subsidiárias Lactalis Portugal e Parmalat Portugal —, que engloba a formação de equipas internas e/ou externas à empresa, o desenvolvimento de conteúdos ou de projectos colaborativos de I&D (Investigação e Desenvolvimento), entre outros parâmetros.

Ainda nas áreas de produção alimentar em restauração e gastronomia, a ESHTE celebrou igualmente protocolos recentes com a Agenda Mobilizadora InsectERA, que explora a utilização de insectos como fonte nutricional alternativa saudável e sustentável; com o Instituto Politécnico de Bragança, no âmbito do projecto CERTRA – Desenvolvimento de Cadeias de Valor de Cereais Tradicionais; ou com a marca Terras de Cascais, ao nível do aproveitamento de excedentes de produção de tomate, figo e ervas aromáticas, bem como no desenvolvimento de produtos alimentares a partir do excedente de curgete.

“Ao longo destes 33 anos de história, a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril tem desempenhado um papel fundamental no desenvolvimento do cluster do turismo, da hotelaria e da restauração, fruto de uma riqueza que tem sabido potenciar, e tem sido um farol de conhecimento e de competência, como atesta aliás a certificação dos nossos cursos pela Organização Mundial de Turismo. Está nesta altura em marcha o processo de reformulação de todos os cursos da ESHTE, de licenciaturas e mestrados, para nos mantermos na vanguarda e continuarmos a providenciar uma formação de excelência”, explica João Reis, vice-presidente da instituição, durante as comemorações do 33.º aniversário.

Melhor Formação em Turismo

Distinguida pelo segundo ano consecutivo com o prémio de Melhor Formação em Turismo nos Portugal Trade Awards by Publituris, a primeira escola superior de hotelaria e turismo do País, sob a tutela do Ministério da Educação, Ciência e Inovação, conta actualmente com cerca de 2.000 estudantes — entre frequentadores de Licenciaturas, Formações Avançadas, Mestrados, Doutoramento em parceria e Cursos PRR – e tem realizado sucessivos investimentos na melhoria das instalações.

Nesse capítulo, a ESHTE irá beneficiar da utilização dos espaços disponíveis no inovador Centro de Incubação de Base Tecnológica (CIBT), recentemente inaugurado, garantindo melhores condições de trabalho para os cerca de 150 docentes.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Carmona Rodrigues lidera Grupo de Trabalho para estratégia de gestão, armazenamento e distribuição eficiente da água

Partilhar              O Governo decidiu criar um Grupo de Trabalho para delinear a estratégia multissectorial, “Água que Une”, …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.