Início / Agricultura / Cotações – Frutos Frescos – Informação Semanal – 18 a 24 Julho 2016

Cotações – Frutos Frescos – Informação Semanal – 18 a 24 Julho 2016

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

Conjuntura Semanal – Frutos Frescos – Mercados de Produção

Abacate – No Algarve, a oferta de abacate “Hass e Bacon” foi baixa e a procura também. Escoamento regular. Produto de calibres médios. Cotações estáveis.

Ameixa – No Alentejo, na área de mercado de Campo Maior, iniciou-se a campanha de produção e comercialização da ameixa “Tipo Black”. Oferta e procura médias. Prevê-se uma produção inferior ao ano passado.

Cereja – Na Região Centro, na área de mercado da Cova da Beira, as elevadas temperaturas aceleraram a maturação de quase toda a produção (fraca) que ainda não tinha sido apanhada. Qualidade média e escoamento sem dificuldades. Cotações estáveis.

No Alentejo, na área de mercado de Portalegre, a oferta foi média e a procura média/alta. Escoamento regular. variedade comercializada: “Sweetheart”.

Damasco – No Algarve, a oferta foi quase nula e damos por terminada a campanha de produção e comercialização do damasco.

Figo – No Algarve, a oferta de figo “lampo preto” foi quase nula e damos por terminada a campanha de produção e comercialização do figo.

Framboesa – Na Região Centro, na área de mercado da Beira Litoral, a oferta foi alta e a procura média. Cotações estáveis.

Na Região de Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado da Península de Setúbal, as cotações não se alteraram. Toda a produção foi escoada, maioritariamente para exportação.

Na Região do Alentejo, na área de mercado de Odemira, a oferta continuou média/alta e equilibrada com a procura. Produto de excelente qualidade. Cotações estáveis.

Groselha – Na Região Centro, na área de mercado da Beira Litoral, a oferta de groselha continuou baixa. Aproxima-se o fim da campanha. Cotações estáveis.

Kiwi – Na Região Norte, na área de mercado do Grande Porto, a oferta de kiwi apresentou-se média e equilibrou a procura. Boa qualidade e bom escoamento. Cotações estáveis. Saída de Kiwi para Espanha e concorrência de produto da Grécia e Itália.

Na Região Centro, na área de mercado da Beira Litoral, a oferta continuou equilibrada com a procura média. Cotações estáveis. Saída de produto para Espanha.

Laranja – No Algarve, a oferta de laranja da variedade “Valência Late” continuou equilibrada com a procura média/baixa. Escoamento regular. Cotações estáveis. Produto com qualidade e apresentação média.

Limão – Na Região Centro, na área de mercado de Montes da Senhora, a oferta manteve-se média/baixa e a procura média. As cotações não se alteraram.

No Algarve, a oferta continuou equilibrada com a procura média/baixa. Boa qualidade e apresentação. Escoamento regular. Cotações estáveis.

Maçã – Na área de mercado da Guarda, a oferta foi média e a procura média/baixa. Cotações estáveis. Menor qualidade do produto.

Na área de mercado de Leiria, damos por terminada a campanha de comercialização da maçã.

Melancia – No Algarve, a oferta continuou equilibrada com a procura média/baixa. Escoamento regular. Cotações estáveis. Concorrência de produto espanhol.

Melão – No Alentejo, na área de mercado de Moura, iniciou-se a campanha de produção e comercialização do melão , com oferta e procura médias.

Meloa – No Algarve, a oferta foi baixa e equilibrou a procura. Escoamento regular. Produto com qualidade média e tamanhos grados/médios e pequenos. Descida das cotações.

Mirtilo – Na Região Centro, na área de mercado da Beira Litoral, a procura regional foi inferior à oferta (média/alta) devido sobretudo à quebra das encomendas do exterior. A produção na Europa Central, inundou o mercado dos pequenos frutos, fazendo diminuir a procura de mirtilo regional. Cotações estáveis.

Na área de mercado da Beira Interior, a oferta de mirtilo continuou média/alta, de boa qualidade e a procura interna manteve a animação. Já a procura externa teve comportamento diferente, continuou em queda, porque nesta altura há países a exportar grandes quantidades, por preço competitivo, tendo a Polónia sido indicada como a principal concorrente. Esta conjuntura provocou a queda da cotação máxima.

Morango – Na Região Norte, na área de mercado de Macedo de Cavaleiros, o volume de transacções foi inferior, devido às altas temperaturas. Oferta equilibrada com a procura média/baixa. Escoamento sem dificuldades. A comercialização efectuou-se nos moldes do ano anterior e através dos mercados regionais de Trás-os-Montes. Cotações estáveis.

Na Região Centro, na área de mercada do Litoral Centro, a oferta foi normal a ligeiramente fraca e a procura regular a forte. Produto de menor qualidade e calibre mais pequeno. Maior oferta para a mesma época em anos anteriores. Subida das cotações do morango grado comercializado em caixa. Saída de produto para Espanha.

No Alentejo, na área de mercado de Odemira, a oferta manteve-se média e a procura média/alta. Boa qualidade do produto. Subida significativa das cotações.

Nectarina – Na Região Centro, na área de mercado da Cova da Beira, a oferta aumentou mas ainda foi insuficiente para satisfazer a procura, que esteve alta. Cotações estáveis, excepto a cotação mínima da nectarina, calibre A, que desceu ligeiramente.

No Alentejo, na área de mercado de Campo Maior, a oferta e a procura apresentaram-se médias. Saída da produção para um entreposto na Estremadura espanhola. Cotações estáveis.

Pêssego – Na Região Norte, na área de mercado de Vilariça, o volume de transacções do pêssego de polpa amarela foi ligeiramente superior. O produto foi maioritariamente de calibre inferior e o escoamento efectuou-se sem dificuldades e nos moldes do ano anterior e apenas nos mercados regionais de Trás-os-Montes. Cotações estáveis.

Na Região Centro, na área de mercado da Cova da Beira, a oferta aumentou ligeiramente, mas foi insuficiente para satisfazer a procura, que esteve animada. A produção foi muito inferior à da campanha do ano anterior e da média da Região. Boa qualidade comercial. Cotações estáveis.

No Algarve, a oferta foi baixa e equilibrou a procura . Escoamento regular. Cotações estáveis. Concorrência de produto espanhol.

Uva – No Alentejo, na área de mercado de Ferreira do Alentejo, iniciou-se a campanha de produção e comercialização da uva “Cardinal”. Oferta e procura médias. Boa qualidade comercial.

No Algarve, a oferta de uva “Cardinal” foi média e a procura média/baixa. Nova descida das cotações. Produto de qualidade média.

cotações frutos 24 julho 2016

Conjuntura Semanal – Frutos Frescos – Mercados Abastecedores

Nos Mercados Abastecedores registou-se um novo aumento do volume de oferta para a maioria dos frutos da época em comercialização, sendo de realçar a ameixa, melão, meloa, nectarina/pêssego e pera. . A procura incidiu, na banana, cereja, laranja, limão, melão, meloa, morango, nectarina/pêssego e pera. Quanto aos produtos importados, verificou-se a presença de ananás, banana, cereja, lima, limão, maçã, manga, melão, meloa, nectarina/pêssego, pera, papaia e uva. Como novidade apareceu a amora, ameixa da variedade “Fortune” e uva “Cardinal” de origem nacional, uva preta de Espanha e ainda limão da África do Sul.

Ameixa – Oferta suficiente de ameixa nacional, das variedades “Fortune”, “Golden Japan”, e “tipo Black”. Frutos acondicionados em caixas de 10/12 kg. Procura média. Presença de ameixa “amarela” e “negra” de Espanha. Oscilações das cotações.

Ananás – Oferta suficiente de ananás oriundo da Costa Rica, de diversas imagens de marca e categorias. Boa procura. Manutenção das cotações.

Banana – Oferta abundante de banana “dólar”, de diversas origens e imagens de marca, acondicionada em caixas com 18 kg e suficiente para a banana da Madeira. Boa procura. Manutenção das cotações.

Cereja – Oferta menor de cereja nacional. Frutos acondicionados em caixas de 2kg e 5kg. Presença de cereja de Espanha. Boa procura. Oscilações das cotações para todo o produto.

Damasco – Os mercados foram assegurados na sua quase totalidade com produto proveniente de Espanha ( cat. I e II). Boa procura. Manutenção das cotações.

Figo – Oferta suficiente de figo de origem nacional, das variedades “Lampo Branco” e “Lampo Preto”. Produto oriundo de várias regiões. Boa procura, sem dificuldade de escoamento. Oscilações das cotações.

Kiwi – Oferta suficiente de Kiwi de origem nacional. Produto de boa qualidade de diversos calibres, acondicionados em caixas. Boa procura. Manutenção das cotações.

Laranja – Oferta considerável de laranja do Algarve da variedade “Valência Late”. Boa procura. Manutenção das cotações. Presença de laranja de Espanha e da África do Sul.

Lima – Oferta suficiente de lima proveniente do Brasil (barco). Frutos embalados em caixa de cartão de 4 kg, com diferentes imagens de marca. Procura normal. Descida das cotações.

Limão – Oferta suficiente de limão de origem nacional. Boa procura. Presença de limão de Espanha e da África do Sul. Nova subida das cotações para o produto nacional.

Maçã – Oferta menor de maçã de origem nacional das variedades “Golden Delicious”, “Granny Smith”, “Red Delicious”, “Royal Gala” e “Reineta Parda”. Procura normal. Manutenção das cotações. Presença de maçã importada do Chile, Espanha e França.

Manga – Oferta suficiente de manga do Brasil (avião/barco). Frutos com boa apresentação, de diversas variedades, acondicionados em tabuleiro. Boa procura. Descida das cotações.

Melancia– Oferta significativa de melancia das variedades “Crimsonweet” e “Sugar Baby” de origem nacional. Presença de melancia de Espanha das mesmas variedades. Boa procura. Descida das cotações para todo o produto.

Meloa –Oferta abundante de meloa da variedade “Gália”, proveniente do Algarve. Frutos de calibre grado/médio, acondicionados em tabuleiro de 4/5 kg. Procura normal. Presença de meloa da variedade “Gália” de Espanha. Frutos de calibre médio/grado, acondicionados em caixas e tabuleiro. Descida das cotações.

Melão – Aumento da oferta de melão “Branco Espanhol” de origem nacional. Presença de melão espanhol, das variedades “Branco Espanhol” e “tipo Pele de Sapo”. Boa procura. Descida das cotações para todo o produto.

Morango – Diminuição da oferta de morango nacional. Frutos com boa apresentação, de calibre grado/médio, acondicionados na sua totalidade em caixas de 5 kg. Boa procura. Subida das cotações.
Nectarina/Pêssego- Oferta suficiente de nectarina/pêssego de origem nacional (Algarve). Frutos de calibres “A” e “B”. Presença de produto espanhol das mesmas variedades e calibres. Boa procura. Manutenção das cotações.

Papaia – Oferta suficiente de papaia do Brasil. Frutos com boa apresentação, acondicionados em tabuleiro. Boa procura. Manutenção das cotações.

Pêra – Oferta suficiente de pêra das variedades “D.Joaquina”, Morettini” e “Perola”. Frutos com boa apresentação, acondicionados em caixas de 10/12 kg . Boa procura. Descida das cotações para a variedade “D.Joaquina”. Presença de pêra da variedade “Limonera” e “Moretini” de Espanha.

Uva – Início da comercialização de uva “Cardinal” e “branca” (c/e sem grainha) de origem nacional (Alentejo/Algarve). Os mercados foram complementados com uva das variedades “branca” e “preta” proveniente de Espanha. Procura normal. Descida das cotações para o produto importado. O produto nacional (Alentejo/Vale da Rosa) foi o mais valorizado.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Xylella fastidiosa em videiras de Castelo Branco e Fundão. DGAV dá 10 dias para destruição imediata das plantas

Partilhar              A DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária informa que foi confirmada a presença da …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.