Início / Agricultura / A importância de certificarmos a qualidade dos vinhos portugueses

A importância de certificarmos a qualidade dos vinhos portugueses

Artigo de opinião de Frederico Falcão, Presidente da ViniPortugal

Os vinhos portugueses têm ganho cada vez mais a preferência dos consumidores nacionais e estrangeiros que, ao longo dos anos, optam por referências das nossas regiões vitivinícolas, como Porto e Douro, Vinho Verde, Dão, Bairrada, Alentejo, Tejo, Lisboa, entre outras. A escolha não é fácil, a qualidade destes vinhos tem sido cada vez melhor, mas poderemos utilizar algumas estratégias na altura de escolher o vinho.

Há largos anos que a ViniPortugal assumiu a missão de promover a imagem de Portugal enquanto produtor de vinhos de excelência, apostando na internacionalização portuguesa, suas empresas e produtos vínicos. Através da marca Wines of Portugal, a ViniPortugal tem desenvolvido uma intensa actividade de forma consistente nos quatro continentes e 21 mercados estratégicos, onde realiza todos os anos mais de 100 acções de promoção dos vinhos portugueses.

 

A par destas iniciativas, todos os anos realiza-se o ‘Concurso Vinhos de Portugal’, neste que é considerado um dos eventos barómetro do sector, uma vez que reconhece de forma isenta e transparente a qualidade ímpar dos vinhos nacionais e promove experiências e sinergias entre produtores e especialistas nacionais e internacionais, ao longo de uma semana. Na mesma medida, reforça a posição de excelência da produção portuguesa nos mercados de exportação. Neste concurso o Grande Júri premeia os vinhos vencedores com medalhas de Ouro na categoria de Grande Ouro.

Neste sentido, como referimos, há estratégias que podemos ter em conta na altura de escolhermos o melhor vinho para acompanhar uma refeição em família ou brindar com os amigos. As medalhas atribuídas no ‘Concurso Vinhos de Portugal’ são um certificado de qualidade dos vinhos, na medida em que as referências a concurso são avaliadas por um Júri Regular composto por mais de 100 jurados nacionais e mais de 30 internacionais do sector, entre os quais enólogos, sommeliers, jornalistas e wine educators.

Estas medalhas são uma incontestável garantia de qualidade e, ao estarem presentes nos rótulos das garrafas em forma de selos, vão permitir ao consumidor fazer escolhas mais informadas e com a certeza de que está a optar por um vinho avaliado pelos mais conceituados especialistas da área vitivinícola.

A atribuição destes selos tem também como objectivo estimular a produção de vinho de elevada qualidade, valorizar o nível técnico e comercial dos vinhos portugueses, dar a conhecer aos consumidores os melhores vinhos produzidos com direito a diversas Denominações de Origem (DOP) e Indicações Geográficas (IGP) e os vinhos de casta e/ou de colheita.

Acreditamos, portanto, ser fundamental dar ao consumir ferramentas que o ajudem a escolher as referências vínicas que melhor se adaptam a cada ocasião com o devido selo de qualidade em cada garrafa, certificando a sua qualidade. Além disso, para o produtor é uma garantia de que o seu vinho será percepcionado como um produto desenvolvido com os mais altos padrões e as castas mais nobres, sendo escolhido pelo consumidor de entre tantos outros vinhos que lhe são dados a conhecer.

É, sem dúvida, uma relação em que produtor e consumidor ganham pela certificação e garantia de qualidade atribuída pelos selos do ‘Concurso Vinhos de Portugal’.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Boletins com Recomendações de Rega do Milho. Semana de 13 a 29 de Maio de 2024

Partilhar              A Anpromis — Associação dos Produtores de Milho e Sorgo de Portugal informa que estão …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.