Início / Agricultura / Santa Casa, Câmara de Monchique e Navigator apoiam produção de medronho

Santa Casa, Câmara de Monchique e Navigator apoiam produção de medronho

A The Navigator Company, no âmbito do projecto “Reviver Tradições”, desenvolvido em parceria com a Santa Casa da Misericórdia e a Câmara Municipal de Monchique, que reúne várias gerações na colheita do medronho, dará a conhecer, no próximo dia 21 de Setembro, o produto final resultante da destilação deste fruto.

A aguardente de medronho foi produzida a partir dos mais de 270kg de medronho colhidos pela comunidade local durante a realização desta acção em 2017 e 2018, na propriedade “Águas Alves” — património florestal da The Navigator Company —, em Monchique, e será agora oficialmente apresentada por ocasião das celebrações da Santa Casa da Misericórdia de Monchique.

Projecto “Reviver Tradições”

Inserida no âmbito da política de responsabilidade social da The Navigator Company, o projecto “Reviver Tradições” reuniu, ao longo das duas últimas edições, vários seniores e colaboradores da Santa Casa da Misericórdia, na sua maioria naturais da zona de Monchique, permitindo-lhes num só dia reviver a tradição da colheita de medronho na floresta, tendo o fruto sido encaminhado, depois de colhido, para o processo de fermentação, destilação e produção de aguardente.

Ao longo das duas edições, esta iniciativa contou com a participação de mais de 50 pessoas, que partilharam com as gerações mais novas a sua experiência na colheita deste fruto. No total, foram colhidos mais de 270kg de medronho que dão agora origem a uma aguardente genuína.

Este ano, a The Navigator Company dará continuidade à acção de colheita de medronho, como já vem sendo hábito, estando prevista a sua realização em Outubro/Novembro. A propriedade “Águas Alves”, em Monchique, pertence ao património florestal da The Navigator Company, sendo os medronheiros uma espécie que existe em elevada abundância nesta região do País.

Verifique também

Investigação da Universidade de Aveiro. Musgos têm papel essencial na gestão de solos queimados

Os musgos têm um papel fundamental na conservação do solo afectado por um incêndio florestal …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.