Início / Agricultura / Cotações – Frutos Frescos – Informação Semanal – 25 Abril a 1 Maio 2016

Cotações – Frutos Frescos – Informação Semanal – 25 Abril a 1 Maio 2016

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

Conjuntura Semanal – Frutos Frescos – Mercados de Produção

Abacate – No Algarve, a oferta de abacate “Hass, Bacon e Reed” foi média/baixa e equilibrou a procura. Escoamento regular. Produto de calibres médios. Cotações estáveis.

Framboesa – Na Região do Alentejo, na área de mercado de Odemira, a oferta continuou média/alta e equilibrada com a procura. Produto de excelente qualidade. Subida das cotações.

No Algarve, a oferta apresentou-se média e a procura alta. Cotações estáveis. Bom escoamento. Produto de categoria I para exportação e categoria II para o mercado nacional.

Kiwi – Na Região Norte, na área de mercado do Grande Porto, a oferta de kiwi manteve-se alta e continuou equilibrada com a procura. Boa qualidade e bom escoamento. Cotações estáveis. Saída de Kiwi para Espanha e concorrência de produto da Grécia e Itália.

Na Região Centro, na área de mercado da Beira Litoral, a oferta continuou equilibrada com a procura, que esteve alta. Cotações estáveis. Saída de produto para Espanha.

Laranja – No Alentejo, na área de mercado da Vidigueira, a relação entre a oferta e a procura continuou equilibrada e média. Boa qualidade do produto. Descida das cotações.

No Algarve, a oferta de laranja da variedade “Lanelate” manteve-se média/alta e a procura média. Escoamento regular. As cotações não se alteraram. Produto com boa qualidade e apresentação.

Limão – Na Região Centro, na área de mercado de Montes da Senhora, as cotações valorizaram. Oferta média/alta e procura média/baixa.

No Algarve, a oferta continuou média/baixa e equilibrou a procura. Boa qualidade e apresentação. Escoamento regular. Cotações estáveis.

Maçã – Na Região Norte, na área de mercado de Carrazeda de Ansiães, manteve-se sensivelmente a situação da conjuntura anterior, com a oferta a equilibrar a procura média. Cotações estáveis. Promoções de maçã de calibre inferior a 70-75 mm, embalada em sacos de plástico de 1 a 2 kg, “nas Grandes Superfícies”.

Na área de mercado de Douro Sul, registou-se um aumento do volume de vendas em relação à semana anterior. A oferta foi média e a procura média/alta. Subida das cotações em alguns calibres e em todas as variedades. Alguns produtores e operadores com menor capacidade de frio já terminaram a comercialização de maçã. A maçã de qualidade inferior é canalizada para a indústria.

Na Região Centro, na área de mercado de Viseu, a oferta continuou equilibrada com a procura média. As cotações mantiveram-se estáveis, excepto a cotação mais frequente da maçã Bravo de Esmolfe (não certificada), que desceu.

Na área de mercado da Guarda, a oferta equilibrou a procura média/baixa. Cotações estáveis. Menor qualidade do produto.

Na área de mercado da Cova da Beira, a procura continuou abaixo das expectativas para a Red Delicious (Starking) e as cotações não se alteraram. Alguma produção dos calibres mais pequenos, continuou a ser comercializada para as Grandes Superfícies, embalada em sacos de plástico com aproximadamente 1,5 kg.

Na área de mercado de Leiria, as cotações não se alteraram. A procura não foi muito grande e a oferta também tem diminuído. Produto com boa qualidade.

Na Região de Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado do Oeste, continuou a decorrer a campanha de comercialização da maçã.

Meloa – No Algarve, as cotações desceram novamente. Oferta média e procura média/baixa. Escoamento regular. Produto com qualidade média e tamanhos grados/médios e pequenos.

Morango – Na Região Norte, na área de mercado de Macedo de Cavaleiros, iniciou-se a campanha de produção e comercialização do morango, com oferta ainda baixa. Escoamento sem dificuldades. Em relação ao ano anterior, o valor das cotações dos calibres grado e médio, foram semelhantes. A comercialização está a ser realizada nos moldes do ano anterior e através dos mercados regionais de Trás-Os-Montes. Concorrência de produto espanhol.

Na Região Centro, na área do Litoral Centro, a oferta ainda foi baixa, mas a procura aumentou. Subida das cotações. Concorrência de produto espanhol.

Na Região de Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado do Oeste, a oferta foi média e equilibrou a procura. Cotações sem alterações.

Na área de mercado do Ribatejo, a procura aumentou e apresentou-se média/alta, assim como a procura. Valorização das cotações no morango, comercializado em caixa e em cuvetes de 0,500 Kg.

Na área de mercado de Palmela, a oferta aumentou e equilibrou a procura média/baixa. Cotações estáveis.

No Alentejo, na área de mercado de Odemira, a oferta apresentou-se média e a procura média/alta. Boa qualidade do produto. Cotações estáveis.

No Algarve, a oferta manteve-se média e a procura média/baixa. Escoamento normal. Cotações estáveis. Concorrência de produto espanhol.

Nêspera – No Algarve, a oferta e a procura foram baixas. Escoamento fraco devido à concorrência de produto espanhol. Produto com calibres pequenos. Descida ligeira das cotações.

Pêra – Na Região de Lisboa e Vale do Tejo, na área de mercado do Oeste, continuou a decorrer a campanha de comercialização da pêra.

Pêssego – No Algarve, a oferta e procura continuaram baixas. Produto com calibres pequenos. Escoamento fraco. Cotações estáveis.

Tangerina – No Algarve, a oferta e a procura de tangerina “Encore” desceram, média e média/baixa respectivamente. Escoamento regular. Cotações estáveis.

cotaçoes frutos frescos 1 Maio 2016

Conjuntura Semanal – Frutos Frescos – Mercados Abastecedores

Os Mercados Abastecedores mantiveram-se bem abastecidos para a generalidade da fruta nacional em comercialização, como os citrinos (laranja, limão e tangerina), o kiwi, a maçã, o morango e a pêra “Rocha”. Boa procura pela banana, kiwi, laranja, limão, maçã, morango, meloa, tangerina e pêra “Rocha”. Quanto aos produtos importados, a anona, o ananás, a banana, a lima, a manga, o melão, a meloa, o morango, a papaia, a nêspera e a uva, foram os mais representativos. Como novidade apareceu a laranja da variedade “Valencia Late” , nêspera e pêssego de origem nacional (Algarve), damasco e pêssego de Espanha.

Abacate – Oferta suficiente de abacate, das variedades “Hass” e “Reed”. Procura normal. Subida das cotações. Presença de abacate de Espanha e da África do Sul.

Anona – Oferta suficiente de anona proveniente de Espanha. Frutos acondicionados em caixas de 10/12 kg e tabuleiro de 4/5 kg. Boa procura. Manutenção das cotações.

Ananás – Oferta suficiente de ananás oriundo da Costa Rica e do Equador, de diversas imagens de marca e categorias. Boa procura. Manutenção das cotações.

Banana – Oferta abundante de banana “dólar”, de diversas origens e imagens de marca, acondicionada em caixas com 18 kg e suficiente para a banana da Madeira. Boa procura. Manutenção das cotações.

Kiwi – Oferta abundante de Kiwi de origem nacional. Produto de boa qualidade de diversos calibres, acondicionados em caixas. Boa procura. Manutenção das cotações. Presença de kiwi de Itália.

Laranja – Oferta considerável de laranja do Algarve das variedades “Lane Late” e “Valência Late”. Boa procura. Subida das cotações. Presença de laranja de Espanha.

Lima – Oferta suficiente de lima proveniente do Brasil (avião). Frutos embalados em caixa de cartão de 4 kg, com diferentes imagens de marca. Procura normal. Manutenção das cotações.

Limão – Oferta suficiente de limão de origem nacional. Boa procura. Presença de limão de Espanha. Manutenção das cotações.

Maçã – Oferta significativa de maçã de origem nacional das variedades “Golden Delicious”, “Granny Smith”, “Red Delicious”, “Royal Gala” e “Reineta Parda”. Procura normal. Manutenção das cotações. Presença de maçã importada do Chile, Espanha e França.

Manga – Oferta suficiente de manga do Brasil. Frutos com boa apresentação, de diversas variedades, acondicionados em tabuleiro. Boa procura. Subida das cotações.

Meloa – Aumento da oferta de meloa da variedade “Gália”, proveniente do Algarve. Frutos de calibre médio, acondicionados em tabuleiro de 4/5 kg. Procura normal. Presença de meloa “Gália”, de Marrocos. Frutos de calibre médio/grado, acondicionados em caixas e tabuleiro. Manutenção das cotações para todo o produto.

Morango – Oferta suficiente de morango nacional. Frutos acondicionados em caixas de 5 kg e cuvetes (500g). Os mercados foram complementados com morango proveniente de Espanha. Boa procura para todo o produto. Subida das cotações. O produto nacional foi o mais valorizado.

Papaia – Oferta reduzida de papaia do Brasil. Frutos com boa apresentação, acondicionados em tabuleiro. Procura normal. Subida das cotações.

Pêra – Oferta significativa de pêra da variedade “Rocha”, sendo menor a disponibilidade da variedade “General Leclerc”. Frutos com boa apresentação de diversos calibres, acondicionados em caixas e tabuleiro. Boa procura. Manutenção das cotações. Presença de pêra da variedade “Packam’s Triumph “ da África do Sul.

Tangerina – Diminuição da oferta de tangerina das variedades “Encore” e “Ortanique”. Frutos com boa apresentação de diversos calibres, acondicionados em caixas com 10/12 kg. Boa procura. Subida acentuada das cotações para a variedade “Encore”.

Uva – Os mercados foram assegurados com uva das variedades “branca” e “rosada”, proveniente do Chile. Procura normal. Manutenção das cotações.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Preços na produção industrial desaceleram para 0,9% em Maio de 2019

O Índice de Preços na Produção Industrial (IPPI) passou de uma taxa de variação homóloga …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.