Início / Agricultura / Projecto Restolho recebe donativo de 16 mil euros da Missão Continente

Projecto Restolho recebe donativo de 16 mil euros da Missão Continente

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A cerimónia de entrega do donativo Missão Continente ao Projecto Restolho, que contou com a presença da Ana Paula Magalhães da Missão Continente, Luís Estevão, director de Loja de Torres Novas do Modelo/ Continente e António Pires Cardoso, vice-presidente do Executivo do Município da Golegã, decorreu hoje, 27 de Junho, na Agrotejo — União Agrícola do Norte do Vale do Tejo.

Durante a cerimónia foi apresentado o enquadramento do projecto e os investimentos a efectuar com a ajuda doada.

A Agrotejo candidatou o projecto “Restolho” ao donativo 2017/18 da Missão Continente, que representa todas as iniciativas de responsabilidade social do Continente, e apoia projectos no âmbito da Alimentação Saudável, Desperdício Alimentar e Inclusão Social, através da alimentação.

22 projectos seleccionados

Entre as 334 candidaturas, foi um dos 22 projectos seleccionados. O total de 16.000€ permitirá ao projecto adquirir alguns equipamentos necessários ao bom desenvolvimento e crescimento dos números já alcançados, quer em quantidades de alimentos doados, quer em número de voluntários recebidos.

Lançado no ano 2013, sob o mote “uma segunda colheita para que nada se perca”, pela Agromais — Entreposto Comercial Agrícola e a Agrotejo, em parceria com a Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome (FPBACF) e a EntrAjuda, o projecto Restolho tem como missão reduzir a quantidade de produtos alimentares que fica nos campos agrícolas resultado da fraca valorização comercial, muitas vezes por questões de calibres ou ligeiros defeitos.

1 milhão de toneladas de alimentos fica na terra

Estima-se que Portugal perde anualmente cerca de um milhão de toneladas de alimentos produzidos para consumo humano.

Desde o seu início, o projecto já recebeu mais de 3.500 voluntários e colheu mais de 95 toneladas de produtos hortícolas que pelas suas características, não são habitualmente doados nas habituais campanhas de recolha, apesar da sua importância na alimentação.

O projecto Restolho que decorre sob o mote “uma segunda colheita para que nada se perca”, lançado no ano 2013, tem como objectivo recolher os produtos que por falta de valorização comercial, calibre inadequado ou defeitos ligeiros, são obrigados a deixar na terra.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Limitação da circulação entre concelhos. Posso ir trabalhar? Os turistas podem circular? Saiba tudo aqui

Partilhar            O Governo determinou a limitação de circulação entre diferentes concelhos do território continental no período …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.