Início / Agricultura / Montenegro: “questão da água é absolutamente fundamental”. PRR “tem de ser uma oportunidade de investimento reprodutivo”
© Miguel Figueiredo Lopes / Presidência da República

Montenegro: “questão da água é absolutamente fundamental”. PRR “tem de ser uma oportunidade de investimento reprodutivo”

O primeiro-ministro Luís Montenegro disse no seu discurso de posse do XXIV Governo Constitucional que “a questão da água é absolutamente fundamental, já que parte importante do território depara-se com gravíssimos problemas de escassez de água, o que afecta as pessoas, a agricultura e o turismo. Temos que fazer investimentos em múltiplas soluções, reforçar as reservas de abastecimento, diminuir muito as perdas e melhorar a eficiência hídrica dos comportamentos humanos”.

Mas, “falando de investimentos, impõe-se uma palavra sobre o PRR [Plano de Recuperação e Resiliência]. O PRR, como de resto os outros fundos, não pode ser mais uma oportunidade para desbaratar dinheiro público. Tem de ser uma oportunidade de investimento reprodutivo que alicerce uma economia forte e resiliente”, frisou Luís Montenegro.

Para o primeiro-ministro, “é possível e necessário fazer mais e melhor pelo combate às alterações climáticas, pela transição energética e pela valorização dos ecossistemas. Contudo, é preciso fazê-lo com racionalidade económica, protegendo os nossos consumidores e a competitividade das nossas empresas”.

“É fundamental reforçar o investimento, público e privado, nos sistemas de água, para consumo humano e agrícola, e também no tratamento de resíduos”, disse ainda Montenegro no seu discurso de posse do XXIV Governo Constitucional.

Por outro lado, salientou que “a carga fiscal elevada é um bloqueio à economia, à produtividade e ao sentimento de justiça. Vamos reduzir o IRS, em especial da classe média e dos jovens, e vamos isentar de impostos e contribuições os prémios de produtividade até ao limite de 1 salário”. “Ao mesmo tempo reduziremos o IRC de 21% para 15% em três anos. Os objetivos são claros: valorizar o trabalho, reter os jovens e incentivar e atrair investimento”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Já são conhecidos os vencedores do Prémio Nacional de Enoturismo 2024

Partilhar              A gala da terceira edição do Prémio Nacional de Enoturismo Apeno/Ageas Seguros 2024, considerado o …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.