Início / Agricultura / Oleiros reforça combate à vespa das galhas do castanheiro com largadas do insecto parasitóide

Oleiros reforça combate à vespa das galhas do castanheiro com largadas do insecto parasitóide

A Câmara Municipal de Oleiros, em parceria com a Associação Portuguesa da Castanha (RefCast), e a Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Centro (DRAPC) realizou na passada semana acções de combate à vespa das galhas do castanheiro em vários locais do concelho, através de largadas do insecto insecto parasitóide, Torymus sinensis.

No concelho de Oleiros, foram já realizadas oito largadas, estando previstas ainda quatro para o presente ano. “Consoante o avanço do estado fenológico dos castanheiros, serão realizadas novas largadas em locais estratégicos de modo a abranger a maior parte do território”, garante a autarquia.

O Município de Oleiros alia-se novamente aos proprietários de castanheiros, suportando monetariamente a aquisição do método biológico de luta, de modo a fazer face a esta praga e diminuir assim os efeitos que a mesma poderá trazer à produção de castanha no concelho e na região.

O insecto Dryocosmus kuriphilus, designado por Vespa-das-Galhas-do-Castanheiro, ataca os exemplares arbóreos dos castanheiros (Castanea), induzindo a formação de galhas nos gomos e folhas, o que provoca uma redução drástica na produção e qualidade da castanha (entre 60 a 80%) conduzindo, por consequência, ao declínio dos castanheiros.

Luta biológica

O único meio reconhecido actualmente como tendo alguma eficácia no controlo desta praga é a luta biológica, através da largada do referido insecto parasitóide, que se alimenta das larvas da vespa e tem um raio de actuação de cinco quilómetros. Importante referir que este não é uma tratamento feito “planta a planta”, mas sim, na região nas quais as árvores mais afectadas se encontram.

É um método de combate a esta praga que se repete pelo terceiro ano em Oleiros, cujos “sinais de melhorias começam já a aparecer nos locais onde as largadas foram realizadas inicialmente”.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Chega quer comissão técnica independente para análise ao incêndio na Covilhã

Partilhar              O Grupo Parlamentar do Chega defende a criação de uma “comissão técnica independente para análise …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.