Início / Agricultura / Knorr lança projecto para desvendar a origem dos seus ingredientes

Knorr lança projecto para desvendar a origem dos seus ingredientes

A Knorr acaba de lançar o projecto “Naturalmente Knorr”, que visa desvendar a origem dos ingredientes utilizados pela marca e dar a conhecer o caminho que os mesmos percorrem, até se transformarem nos produtos que encontramos no supermercado.

A apresentação do projecto consistiu numa visita ao maior campo de produção de pimentos da Península Ibérica, onde a empresa Monliz produz pimentos de origem sustentável para Knorr. Seguiu-se o workshop “O que está dentro de um cubo Knorr?”, onde a nutricionista Helena Cid falou sobre a desidratação, processo natural que consiste em retirar a água a alimentos frescos e que é utilizado pela marca para conservar os ingredientes que utiliza, mantendo todas as suas propriedades nutricionais.

Por último, assistiu-se ao vivo à confecção manual do Tempero Knorr Alho, Louro e Pimentão que foi seguidamente utilizado pelo Chef Pedro Gaspar num pica-pau que a audiência pôde provar.

Estava então percorrido o caminho “da natureza até à mesa”, caminho esse que a marca quer partilhar com todos os consumidores, através do site que foi especificamente desenvolvido para o projecto (aqui).

Necessidade de explicar aos consumidores

Para Sónia Pargana, responsável pela marca Knorr, “o projecto “Naturalmente Knorr” surge da vontade e necessidade de explicar aos consumidores portugueses, e sobretudo à geração mais jovem, de onde vêm os ingredientes utilizados em Knorr, quais os cuidados que são tidos aquando da sua produção, no que respeita a sustentabilidade, e, por fim, como são conservados os ingredientes e como são feitos os produtos que comercializamos”.

A sustentabilidade é “uma das grandes preocupações” desta marca da Unilever Jerónimo Martins. A Knorr “promove a agricultura sustentável e promove a protecção do meio ambiente, através de cuidados como a promoção da biodiversidade, a redução do consumo de água e a diminuição da emissão de gases com efeito de estufa”, garante a empresa.

A marca acredita que a receita para o sabor dos seus produtos começa nos campos e, por isso, tem um objectivo bastante ambicioso: chegar a 100% de ingredientes de origem sustentável, já em 2020, sendo que, actualmente, 92% dos 13 vegetais e ervas aromáticas que mais utiliza já são de origem sustentável.

Estudo: Legumes cultivados de forma sustentável têm melhor sabor

Os resultados de um estudo feito recentemente para a marca Knorr, demonstraram que quase dois terços (64%) dos consumidores europeus acreditam que os legumes cultivados de forma sustentável têm um sabor melhor.

Este estudo representativo contou com a participação de mais de 12.000 consumidores de seis países europeus (França, Polónia, Alemanha, Espanha, Reino Unido e Holanda) que foram questionados sobre o consumo e a utilização de ingredientes de origem sustentável.

“Os resultados foram bastante motivadores para Knorr, que, tal como já referido, acredita que a agricultura sustentável traz benefícios significativos tanto para os consumidores como para o meio ambiente e reflecte essa crença na escolha dos ingredientes que utiliza nos seus produtos”, adianta a empresa.

Agricultura e Mar Actual

 
       
   
 

Verifique também

Cotações – Cereais – Informação Semanal – 13 a 19 Junho 2022

Partilhar              Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas Cereais Outono-Inverno Esta semana foi dada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.