Início / Featured / IPMA alerta: moluscos bivalves com valores de toxinas paralisantes muito elevados

IPMA alerta: moluscos bivalves com valores de toxinas paralisantes muito elevados

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O IPMA — Instituto Português do Mar e da Atmosfera alerta que, no quadro da sua actividade de monitorização de biotoxinas em moluscos bivalves, foram detectados valores de toxinas paralisantes (PSP) muito elevados, tendo ultrapassado 30 vezes o limite regulamentar.

Encontra-se por isso interdita a captura destes moluscos nas zonas de produção L5A – Litoral Peniche-Cabo Raso, ETJ – Estuário do Rio Tejo, L5B – Litoral Cabo Raso-Lagoa de Albufeira, LAL – Lagoa de Albufeira, L6 Litoral Setúbal- Sines, EMR – Estuário do Rio Mira, L7A – Litoral Aljezur-S. Vicente e L7C – Litoral S. Vicente-Portimão.

Perigo de paralisia respiratória fatal

Explicam os técnicos do IPMA que a intoxicação humana devido ao consumo de moluscos bivalves contaminados com toxinas paralisantes é caracterizada por diversos sintomas como: sensação de dormência nos lábios, cefaleias, vertigens e em quadro severos pode conduzir a paralisia respiratória fatal.

O IPMA alerta para que sejam integralmente respeitadas as interdições de captura (e consequente consumo).

A informação pode ser acompanhada aqui.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Em tempo de Covid-19, INE avança com Recenseamento Agrícola por telefone

Partilhar            O Instituto Nacional de Estatística (INE), na sequência da suspensão das entrevistas, até ao final …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.