Início / Agenda / Ensaio de rega gota-a-gota na cultura do arroz apresentado na AgroGlobal a 6 de Setembro

Ensaio de rega gota-a-gota na cultura do arroz apresentado na AgroGlobal a 6 de Setembro

A AgroGlobal 2023, a principal feira agrícola ibérica voltada para profissionais, decorrerá de 5 a 7 de Setembro de 2023 no CNEMA — Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas, em Santarém. E apresenta pela primeira vez um ensaio de produção de arroz com rega gota-a-gota, realizado pelas empresas Magos Irrigation Systems, Rivulis, BASF, ADP Fertilizantes e Terra Pro.

Os resultados preliminares do ensaio serão apresentados, no dia 6 de Setembro, às 10 horas, numa sessão de debate na AgroGlobal, nos claustros do CNEMA, seguida de visita ao campo demonstrativo de arroz no local do ensaio e de almoço volante. A participação é gratuita.

Após o primeiro ano de ensaio de rega gota-a-gota na cultura do arroz, em 2022, na Lezíria Ribatejana, a Magos Irrigation Systems, a Rivulis e a Terra Pro e os seus novos parceiros para este ensaio, BASF e ADP Fertilizantes, “reforçam a aposta na inovação com o objectivo de demonstrar que é possível e viável produzir arroz em terrenos não convencionais para o cultivo tradicional da cultura do arroz, fora dos perímetros junto aos rios, e com redução de custos em operações culturais”, avançam aquelas empresas em nota de imprensa conjunta.

Campo de ensaio com 2 ha

O campo de ensaio de arroz na AgroGlobal tem cerca de dois hectares, tendo sido a cultura instalada a 22 de Maio, por sementeira enterrada, em terreno previamente gradado, mas sem o habitual nivelamento.

A rega da cultura é realizada com fita T-Tape 508 20 500, do fabricante Rivulis, com espaçamento de 20 cm entre gotejadores, débito de 1L/hora, e 75 cm de distância entre linhas de rega. “O distanciamento entre linhas e o débito de rega escolhidos para este ensaio permitem uma distribuição rápida e uniforme da água e dos fertilizantes líquidos às plantas. O resultado é um campo homogéneo em toda a sua extensão, durante todo o seu ciclo cultural”, explica João Paulino, técnico da Magos Irrigation Systems.

O arroz semeado no ensaio é da variedade PVL136IT, arroz do tipo agulha, com tecnologia Provisia da BASF. O sistema Provisia foi desenvolvido para o controlo de arroz bravo e outras infestantes gramíneas em pós-emergência. Os tratamentos herbicidas realizados no ensaio foram: o primeiro com o arroz com 3 folhas (Verresta 2,5 L + Dash 1,0 L) e o segundo com o arroz com 2 filhos (Verresta 2,5 L + Basagran 2,0 L + Dash 1,0 L).

A fertilização da cultura esteve a cargo da ADP Fertilizantes e foi a seguinte: em fundo, 400 kg de Master 14 (10.18.12) 40uf Azoto, 72uf fosforo, 48uf potássio; N-fixer (bactérias solubilizadoras de azoto-3 L/ha) em metade do campo (para comparação), em simultâneo com o primeiro herbicida; Impulse Power (via fita de rega) cerca de 50uf de azoto, antes do afilhamento do arroz, e Tecnifol Antiox NB (5 L/ha), em pleno afilhamento, aplicado em metade do campo via foliar com a finalidade de avaliar a influência do azoto (N) nesta fase do ciclo.

Os parâmetros do solo no campo de arroz são monitorizados através de sondas capacitivas, para medição da humidade e da temperatura, e o volume de água de rega é medido por caudalímetros. A recolha e a análise dos dados são realizadas pela TERRA PRO.

Para inscrição na sessão de debate e na visita ao campo demonstrativo de rega gota-a-gota na cultura do arroz na AgroGlobal deve enviar email para: jorgecaleca@magos.pt.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Consulta pública sobre Acordo Comercial UE-Canadá termina a 25 de Abril

Partilhar              A Comissão Europeia tem em curso, até dia 25 de Abril de 2024, uma consulta …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.