Início / Agenda / Agrovete leva demonstração da cultura do cânhamo à AgroGlobal 2023

Agrovete leva demonstração da cultura do cânhamo à AgroGlobal 2023

A Agrovete, especializada na produção e comercialização de sementes certificadas e montagem e comercialização de equipamentos agropecuários, vai estar presente na na AgroGlobal, a principal feira agrícola ibérica voltada para profissionais, que decorrerá de 5 a 7 de Setembro de 2023 no CNEMA — Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas, em Santarém.

A empresa tem-se adaptado a novas áreas de negócio e por isso mesmo vai ter em demonstração na AgroGlobal a sua cultura de cânhamo. “Temos um projecto verticalizado de canábis medicinal que engloba todas as nossas empresas, tanto da área agrícola como da área farmacêutica. Temos também (…) as cercas eléctricas”, refere Luís Albuquerque, responsável Agrovete, em entrevista à organização da Feira.

E adianta que “apoiamos completamente esta nova direcção da AgroGlobal pois, se temos confiança numa marca vencedora, continuamos a ela ligados e esperamos que seja um sucesso como têm sido todas as outras”.

Albit Plus Bioativador

Outro produto da Agrovete em destaque na AgroGlobal é o Albit Plus Bioativador, um produto de origem biológica que “aumenta a rentabilidade e a qualidade de todas as culturas agrícolas, nomeadamente: arroz, tomate, vinha, olival, frutos secos, fruteiras, batata, hortícolas e milho”.

Segundo a empresa, “aumenta a faculdade germinativa das sementes, o vigor da emergência e o enraizamento, mesmo em condições de seca e de escassez de água”, combate o stress térmico, hídrico e mecânico causado pelo granizo e geada, uniformiza o calibre dos frutos e melhora a qualidade das gorduras, dos açúcares e das vitaminas, previne a infecção de doenças através da imunização, além de ser um “produto com resíduo zero, sendo completamente inócuo para os seres humanos, plantas e abelhas”.

Cercas eléctricas

Quanto à cerca eléctrica, segundo fonte institucional da Agrovete, é uma barreira constituída por um condutor que transmite impulsos de elevada tensão eléctrica, produzindo um choque e uma barreira mental em qualquer animal que lhe tocar, o que faz com que respeite a zona vedada.

E garante que a cerca eléctrica não é perigosa porque “a corrente que flui pelo sistema não é contínua e além do mais, a electrificadora emite um pulso de alta voltagem mas de muito baixa corrente”. “A cerca eléctrica produz um choque que é inofensivo para o animal mas suficientemente memorável para que o animal não volte a tocá-la”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Confagri lança série de 5 vídeos sobre “As Cooperativas e a Inovação na Agricultura”

Partilhar              A Confagri – Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola de Portugal quer …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.