Início / Agricultura / Borrego de Santa Maria e Nabo da Terra DOP com candidaturas comunitárias em curso

Borrego de Santa Maria e Nabo da Terra DOP com candidaturas comunitárias em curso

O secretário Regional da Agricultura dos Açores, António Ventura, anunciou hoje, 13 de Janeiro, em Vila do Porto, a candidatura do borrego de Santa Maria a uma qualificação comunitária, assim como a do nabo da terra para “Nabo da Terra DOP”, reconhecendo a especificidade da ilha “em termos da rua ruralidade e dos agroalimentos que se produzem” com uma “distinção muito própria do resto da região, que interessa promover”.

António Ventura falava após uma visita de dois dias à Ilha de Santa Maria, onde teve a oportunidade de acordar com a ARCOA – Associação Regional dos Criadores de Caprinos e Ovinos dos Açores, a elaboração de uma candidatura a uma qualificação comunitária do borrego de Santa Maria.

“Vamos iniciar um levantamento histórico daquilo que são as práticas de produzir, encontrar a diferenciação organolética no produto e fazer esta candidatura do borrego de Santa Maria”, adiantou.

Nabo da Terra DOP

Na ocasião, o governante destacou como outro produto “que é muito próprio de Santa Maria, embora exista por todos os Açores e em todo o Mundo, o nabo da terra, que tem, de facto, características muito diferentes”. “Também vamos começar uma candidatura para o Nabo da Terra DOP”, disse António Ventura.

“Do mesmo modo, vamos iniciar a resenha histórica das confecções do nabo, por se acreditar que o solo de Santa Maria, ou seja, as condições edafoclimáticas da ilha têm influência no produto final dos agroalimentos”, acrescentou o governante açoriano.

Candidatura ao PRR para sala de desmancha

António Ventura reuniu-se ainda com a Cooperativa de Produtores Agropecuários da Ilha de Santa Maria, tendo demonstrado a sua satisfação pelo facto de esta pretender avançar com uma candidatura ao Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para investimentos na sala de desmancha.

“Esta é uma reivindicação já de algum tempo e agora a cooperativa decidiu avançar com esta candidatura ao PRR, que apoia em 80% este investimento, estando as candidaturas abertas até ao dia 28 de Fevereiro”, frisou.

“Uma das reivindicações de Santa Maria, para que a bovinocultura de carne tenha melhores condições de estruturação e que possam levar a uma maior apetência por essa produção, vão ser conseguidas através dessa candidatura”, disse ainda o governante.

O secretário Regional destacou ainda que, em 2022, Santa Maria bateu o recorde na exportação de carcaças para o exterior, afirmando assim “estar mais que justificada essa candidatura”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

ADVID promove workshop sobre racionalização da vinha de encosta. Participação gratuita

Partilhar              A ADVID — Associação para o Desenvolvimento da Viticultura Duriense/CoLAB Vines&Wines promove o workshop “Racionalização …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.