Início / Agenda / Bases do Plano Nacional Ferroviário apresentadas no Algarve a 19 de Julho

Bases do Plano Nacional Ferroviário apresentadas no Algarve a 19 de Julho

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) da Região do Algarve, em parceria com o Gabinete do Ministro das Infra-estruturas e Habitação e com o Instituto de Mobilidade e Transportes (IMT), promove na próxima segunda-feira, dia 19 de Julho, a partir das 15 horas, uma sessão de apresentação das bases do Plano Nacional Ferroviário. O encontro realiza-se no Auditório da CCDR Algarve, em Faro.

Refere uma nota de imprensa da CCDR Algarve que o sector dos transportes representa 25% das emissões de gases com efeito de estufa da União Europeia, enquanto o transporte ferroviário é responsável por apenas 0,4% dessas emissões.

“O sector dos caminhos-de-ferro é, em grande parte, electrificado, tendo sido o único modo de transporte a reduzir consideravelmente as suas emissões desde 1990. Este sector também pode desempenhar um papel significativo no âmbito do turismo sustentável”, acrescenta a mesma nota.

No Algarve, as Infra-estruturas de Portugal têm previsto para este ano de 2021 a adjudicação da electrificação da Linha do Algarve, no âmbito do Programa Ferrovia 2020.

No ano assinalado como Ano Ferroviário Europeu avança o debate sobre o Plano Ferroviário Nacional (PFN), um instrumento que irá definir a rede ferroviária de interesse nacional e internacional. Com este plano, pretende-se conferir estabilidade e previsibilidade ao planeamento da rede ferroviária para um horizonte de médio e longo prazo.

Plano Ferroviário Nacional

A adopção de um Plano Ferroviário Nacional está prevista no programa do XXII Governo Constitucional, que também estabelece como objectivos levar a ferrovia a todas as capitais de distrito, reduzir o tempo de viagem entre Lisboa e Porto e promover melhores ligações da rede ferroviária às infra-estruturas portuárias e aeroportuárias.

Além desses, o PFN deverá assegurar uma cobertura adequada do território e a ligação dos centros urbanos mais relevantes, bem como as ligações transfronteiriças ibéricas e a integração na rede transeuropeia. Deverá ainda garantir a integração do modo ferroviário nas principais cadeias logísticas nacionais e internacionais.

Na Estratégia de Desenvolvimento Regional – Algarve 2030 destacam-se como muito relevantes a melhoria das ligações modais intra-regionais, em particular na ligação ao aeroporto internacional de Faro, bem como o desenvolvimento do estudo de ligação a Andaluzia, posição partilhada e recentemente reiterada por ambas as regiões através de manifesto assinado por associações empresariais e autarcas.

Programa – Sessão regional

15h00 – Boas Vindas
– José Apolinário, Presidente CCDR Algarve
– António Pina, Presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve AMAL

15h20 – Apresentação das bases de elaboração do Plano Ferroviário Nacional
– Gabinete do Ministro das Infra-estruturas e da Habitação e Instituto de Mobilidade e Transportes.

15h50 – Algarve e a Ferrovia: perspectiva regional
– Paulo Águas, Reitor da Universidade do Algarve
– Alberto Mota Borges, Director do Aeroporto de Faro
– Cristina Grilo e José Caramelo, Movimento MAIS FERROVIA

16h20 – Mesa Redonda: O Turismo e o Transporte Ferroviário
– João Fernandes, Turismo do Algarve
– Vítor Neto, NERA
– Elidérico Viegas, AHETA
– Daniel do Adro, AIHSA
– Paulo Alentejano, ACRAL
– Pedro Lopes, Associação Turismo de Portimão.

17h15 – Encerramento
– Eduardo Elísio Feio, Presidente do Instituto da Mobilidade e dos Transportes

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Fundão lança concurso para criação da identidade gráfica do Centro de AgroTech. Candidaturas até 23 de Agosto de 2021

Partilhar              A Câmara Municipal do Fundão lançou um concurso de ideias para a concepção da identidade …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.