Início / Featured / Edgar Silva: “PSD entregou os portos da Madeira ao Grupo Sousa. PS de Cafôfo tem o apoio dos mesmos grupos económicos”

Edgar Silva: “PSD entregou os portos da Madeira ao Grupo Sousa. PS de Cafôfo tem o apoio dos mesmos grupos económicos”

O coordenador regional do Partido Comunista da Madeira, Edgar Silva, cabeça de lista às eleições regionais de 22 de Setembro, diz que é preciso uma mudança na Madeira mas que essa não pode ser feita com o PS a liderar o novo Executivo. Isto porque acusa o candidato socialista, Paulo Cafôfo, de estar ligado e contar com o apoio dos mesmos grupos económicos que têm apoiado o PSD.

O “PSD entregou os portos da Madeira ao Grupo Sousa. PS de Cafôfo tem o apoio dos mesmos grupos económicos”, disse Edgar Silva ao agriculturaemar.com.

E acrescenta; “Quem procura imitar o regime em todos os seus tiques, quem se alega como sendo a mudança e tem como principal companhia assessorias e aqueles que sempre estiveram com o regime, a esses nós dizemos mais do mesmo não, obrigado”.

Valorização dos produtos regionais

A CDU, que concorre com um manifesto intitulado “Autonomia ao Serviço do Povo e dos Trabalhadores”, quer marcar a diferença: “para além da valorização dos produtos regionais, há um diferenciador, a política de salários desde logo e criar uma ruptura com o poder que está instituído”.

Assim, se fosse Edgar Silva o presidente do Governo Regional da Madeira “faríamos uma mais justa distribuição da riqueza criada e isso implica desde logo um acréscimo ao valor dos salários. Defendemos um acréscimo de 7,5% do salário mínimo na Região, assim como defendemos também um conjunto de complementos para pensionistas que sejam pagos pelo orçamento regional”.

Viagens entre a Madeira e continente a 60 euros ido e volta

Para Edgar Silva, a política de transportes, para o turismo e as várias áreas, como a mobilidade de pessoas e mercadorias, “precisa de uma outra compreensão de serviço público. Tem de garantir a quem reside na Região o princípio da continuidade territorial”.

“Na ligação ao continente, não se pode pagar mais do que aquilo que pague um cidadão português que resida no continente no ponto mais distante de Lisboa. O que pagar o residente continental no concelho mais distante da capital, deve ser esse o valor de uma viagem da Madeira ao continente”,frisa o candidato comunista.

Três perguntas a Edgar Silva

Quanto seria assim o valor de uma passagem do Funchal a Lisboa?

Daria 60 euros por ida e volta. Todos os outros custos adicionais têm de ser assumidos pelo orçamento da Região e da República.

Voltando um pouco atrás. Pode dar exemplos de promiscuidade em os grupos económicos e a política?

Na Madeira, o problema da promiscuidade, da subordinação do poder político ao poder económico, está profundamente enraizada, tem uma componente estrutural profunda. Mas também temos visto isto na Câmara Municipal do Funchal, com o Partido Socialista de Cafôfo.

Temos casos como os do Grupo Sousa, outros ligados à construção civil, turismo. E os antigos grupos económicos estão também de braços dados com o PS tal como estiveram com o PSD. Cafôfo patrocinou o Dubai da Madeira que está ligado a esses grupos económicos, nomeadamente a empresa Avelino Farinha & Agrela (AFA), que estava ligada a Jaime Ramos, do PSD.

Por outro lado, o Savoy que PSD promoveu e o PS baptizou levou a uma maior pressão do turismo na orla costeira. E na saúde, o hospital privado no Funchal teve o alto patrocínio de Cafôfo, promovido por gente ligada ao PS e PSD.

Sei que também costuma criticar a situação nos Portos da Madeira.

O PSD e o Governo Regional da mesma forma que entregaram os aeroportos a um grupo privado, fizeram o mesmo nos portos marítimos. Os de mercadorias e passageiros foram entregues ao Grupo Sousa. Uma concessão operada com um conjunto de condições muito favoráveis, logo na altura de Alberto João Jardim. Num quadro de reestruturação dos portos optaram pelo uso privado das áreas marítimo portuárias.

Nota: O autor deste artigo entrevistou também o líder da CDU Madeira para o Insular de Notícias, a qual pode ler aqui.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

ANUGA 2019: Água Monchique na maior feira do sector agro-alimentar

A Água Monchique esteve presente naquela que é considerada a maior e mais importante feira …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.