Início / Agricultura / Cotações – Azeite – Informação Semanal – 10 a 16 Julho 2017

Cotações – Azeite – Informação Semanal – 10 a 16 Julho 2017

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

As cotações do azeite no mercado mundial continuam em alta, face à quebra na produção (oferta) e ao aumento continuado da procura.

Na semana em análise, continuaram a ser observadas transacções a granel de azeite virgem extra, na área de mercado Trás-os-Montes, onde as cotações subiram, em relação à semana anterior: Azeite virgem extra a granel na a.m. Trás-os-Montes = 3,90€/kg (+0,05€/kg).

As cotações mais frequentes do azeite engarrafonado também sofreram alteração, em relação à semana anterior:
Azeite virgem extra 5 litros a.m. Trás-os-Montes = 4,50€/l;
Azeite virgem extra 5 litros a.m. Ribatejo = 4,71€/l;
Azeite virgem extra 5 litros a.m. Alentejo Norte = 4,80€/l;
Azeite virgem extra 5 litros a.m. Alentejo Central = 4,80€/l;
Azeite virgem extra 5 litros a.m. Alentejo Sul = 4,88€/l.
Azeite virgem 5 litros a.m. Alentejo Norte = 4,60€/l;
Azeite virgem 5 litros a.m. Alentejo Central = 4,40€/l;
Azeite virgem 5 litros a.m. Alentejo Sul = 4,11€/l.

Comércio internacional

Na campanha 2016-2017 o volume de produção de azeite caiu 36%, relativamente à campanha 2015-2016, que tinha registado o terceiro mais elevado volume de produção das últimas 100 campanhas.

Nos 7 primeiros meses da campanha actual, as exportações em volume de azeites virgem extra e virgem caíram 6% e as importações aumentaram 20%, relativamente ao período homólogo da campanha anterior. O saldo comercial em azeite diminuiu 32%.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Cotações – Azeite e Azeitona – Informação Semanal – 13 a 19 Novembro 2017

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas Azeitona de mesa Foi dada por …

2 comentários

  1. Agora que existem muitos jovens evoluídos a dedicar-se à agricultura e com preocupações de conhecimento actualizado do mercado nacional e estrangeiro, sugere-se que mais tarde ou mais cedo exista uma bolsa nacional para as “commodities” agrícolas (azeite, amêndoa, pinhão, noz, alfarroba, etc.) com especial incidência no azeite, produto em julgo sermos o 4º produtor mundial, começando para já com gráficos semanais, mensais e anuais de azeite extravirgem, azeitevirgem, azeite lampante, azeite refinado e com as réplicas do poolRed espanhol e do equivalente na Itália e Grécia

    • CarlosCaldeira

      Boa tarde José. Tem razão. Para o azeite, já temos, tal como outros produtos, que acompanhamos através do SIMA. Vamos ver se conseguimos o resto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *