Início / Agricultura / Cotações – Aves e Ovos – Informação Semanal – 20 a 26 Novembro 2017

Cotações – Aves e Ovos – Informação Semanal – 20 a 26 Novembro 2017

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas

Aves

Registou-se uma subida da cotação média nacional do peru abatido (80% – de 5,7 a 9,8 Kg), +10 cêntimos / Kg. O frango vivo (de 1,8 Kg) e abatido (65% – de 1100 a 1300 g) e ainda o peru vivo (de 14 a 15 Kg) mantiveram-se estáveis em relação à semana anterior.

Na região Centro a oferta de frango foi relativamente abundante na área de mercado do Litoral Centro e média em Dão-Lafões; a procura foi média nas duas áreas de mercado referidas, tendo baixado em relação à semana anterior.

A oferta de frango das classes de peso mais elevadas diminuiu nas últimas semanas com as vendas para Espanha. Registaram-se subidas apenas ao nível das cotações mín. e máx., para o frango vivo em Dão-Lafões (+5 cêntimos / Kg) e para o frango abatido nas duas áreas (+1 a +16 cêntimos / Kg). Estabilidade de cotações do frango do campo e do peru abatido em Dão-Lafões. No que se refere às galinhas vivas, deu-se uma nova subida das pesadas, +5 cêntimos / Kg em Dão-Lafões e +10 cêntimos / Kg no Litoral Centro. Nas três últimas semanas não houve transacções significativas de galinhas semi-pesadas em Dão-Lafões.

Na região do Ribatejo e Oeste, na área de mercado do Ribatejo e Oeste, a oferta de frango foi relativamente fraca e a procura relativamente animada. Subida de cotações do peru abatido (+20 cêntimos / Kg) e das galinhas vivas semi-pesadas (+3 cêntimos / Kg), que se ficaram a dever a um aumento da procura.

Ovos

Na semana em análise as cotações médias nacionais dos ovos, quer na produção (ovo a peso de 60-68 g), quer classificados e embalados em ovotermo das classes de peso M e L, mantiveram-se novamente estáveis em relação à semana anterior, após 8 semanas consecutivas de subida, em que os acréscimos acumulados foram superiores a 30 cêntimos.

Na região Centro a oferta de ovo foi abundante e a procura muito animada nas duas áreas de mercado analisadas, Dão-Lafões e Litoral Centro. A falta de ovo no mercado europeu está a acarretar uma subida generalizada do preço dos ovos. A oferta é suficiente para satisfazer a procura interna, mas insuficiente no caso da procura externa. No que se refere às cotações, registaram-se alguns pequenos acréscimos ao nível das cot. mín. dos ovos classificados, em cartão e ovotermo, das classes de peso, M, L e XL no Litoral Centro (+3 a +5 cêntimos / dúzia).

Na região do Ribatejo e Oeste, na área de mercado do Ribatejo e Oeste, a oferta de ovo foi média e a procura relativamente animada. Apesar do mercado europeu continuar deficitário em ovos, as cotações, quer do ovo na produção, quer dos ovos classificados, em cartão e ovotermo, não apresentaram quaisquer alterações.

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Açores criam grupo de trabalho para Plano de Desenvolvimento da Fruticultura

O secretário Regional da Agricultura e Florestas dos Açores, João Ponte, determinou a constituição de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.