Início / Agricultura / Spoon-eat. Bolachas em forma de colher impressas em 3D vencem BfK Awards

Spoon-eat. Bolachas em forma de colher impressas em 3D vencem BfK Awards

O projecto Spoon-eat, nascido do conhecimento, nomeadamente de investigadores do Instituto Superior de Agronomia – Universidade de Lisboa e do Instituto Politécnico de Lisboa – Escola Superior de Comunicação Social, venceu o Born from Knowledge (BfK) Awards, atribuído pela Agência Nacional de Inovação (ANI), no âmbito do Prémio Ecotrophelia Portugal, promovido pela PortugalFoods.

Bolachas em forma de colher. As Spoon-eat são produzidas com a ajuda da impressão 3D, usando maioritariamente ingredientes portugueses e subprodutos da indústria alimentar, sendo, por isso, além de uma alterativa saudável, sustentável. São uma fonte inovadora de proteína vegetal e fibra, refere a ANI em nota de imprensa.

“É ponto assente que a nossa alimentação é cada vez mais uma preocupação para o meio ambiente. A questão central não está em comer, mas no que comemos. De acordo com a definição da “FAO – Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura” (2015), uma dieta sustentável é aquela que contribui para a segurança alimentar e nutricional da população e cujo impacto ambiental é diminuto”, adianta a mesma nota.

E acrescenta que as Spoon-eat podem ser consumidas de variadas formas, como por exemplo com compotas, iogurtes, gelados, café ou chá. Estas bolachas podem ser conservadas em locais frescos e secos, sendo que, cada colher, está embalada num filme composto maioritariamente por celulose, de maneira a preservar a textura do produto e a garantir questões de segurança alimentar. Já a embalagem exterior é produzida em cartão 100% reciclado.

Farinhas de grão-de-bico, arroz integral, castanha e canela

Com enquadramento na categoria de bolachas, utensílios e snacks, as Spoon-eat têm na sua composição ingredientes como as farinhas de grão-de-bico, de arroz integral, de castanha e canela. A nível visual, tratam-se de pequenas colheres de coloração castanha, que resultam do uso de farinhas e canela e que se destacam pelo sabor e uma textura crocante.

Com um potencial de mercado interessante, o que despertou a curiosidade de algumas empresas presentes no evento, este produto tem como públicos-alvo pessoas entre os 25 e os 65 anos, que estejam à procura de novas alternativas para o consumo de bolachas e que sejam conscientes dos impactos ambientais, procurando assim alternativas sustentáveis às opções existentes no mercado, diz a mesma nota.

As Spoon-eat têm ainda como target adicional empresas de alimentos e serviços de catering, que procuram agregar valor à sua oferta e demonstrar preocupação com a sustentabilidade.

“As bolachas Spoon-eat, para além de serem um produto inovador ao recorrem à impressão 3D, são versáteis e sustentáveis, podendo ser consumidas de diversas formas. Trata-se, por isso, de um produto em linha com as preocupações e diretivas europeias, assentes na redução da utilização única de plásticos e na adoção de alternativas saudáveis e inovadoras, que contribuam para uma dieta com um baixo impacto ambiental”, refere António Grilo, presidente da ANI.

O Prémio Ecotrophelia tem como ambição promover a inovação, empreendedorismo e competitividade no sector agroalimentar a nível nacional e europeu, reunindo e desafiando estudantes, professores, investigadores e profissionais do sector a reflectir sobre os produtos eco-inovadores do futuro. Destinado a equipas multidisciplinares de dois a seis estudantes do ensino superior, o Prémio Ecotrophelia visa o desenvolvimento de um produto alimentar inovador e sustentável a vários níveis, desde o conceito, formulação, produção, packaging até aos planos de marketing, negócio e vendas, sem descurar as vertentes nutricional e sensorial.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Viana do Castelo recebe comemorações oficiais do Dia da Polícia Marítima

Partilhar              A cidade de Viana do Castelo vai acolher, no próximo mês de Outubro, as Comemorações …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.