Início / Empresas / PSA Sines muda diesel por eléctrico e avança com gruas de parque totalmente automatizadas
© PSA Sines

PSA Sines muda diesel por eléctrico e avança com gruas de parque totalmente automatizadas

A PSA Sines, empresa que gere e opera o Terminal de Contentores de Sines, com capacidade para movimentar 2.7 milhões de TEUs, anuncia que vai avançar com gruas de parque totalmente automatizadas. Estas serão adicionadas às vinte e nove gruas de parque existentes, permitindo à PSA Sines alavancar as suas operações.

“O novo equipamento deverá aumentar a produtividade e melhorar a segurança no parque, ao mesmo tempo que ajuda o terminal a atingir os seus objectivos ambiciosos de sustentabilidade”, refere uma nota de imprensa da empresa.

E adianta que “estas novas aRTGs fazem parte da primeira etapa do projecto de expansão da Fase III da PSA Sines e espera-se que estejam prontas para operações ao vivo no final do segundo trimestre de 2024. Primeiro, serão submetidas a testes e comissionamento nas próximas semanas”.

O director de engenharia da PSA Sines, Ricardo Sobral, afirma que “estas gruas de última geração representam uma melhoria significativa nas operações do nosso terminal, combinando tecnologia de automação de ponta à medida que avançamos em direcção às nossas ambições de sustentabilidade. A PSA Sines irá progressivamente incorporar equipamentos totalmente automatizados e operados remotamente que são alimentados por electricidade para reduzir ainda mais as nossas emissões de carbono”.

Mudança de diesel para eléctrico

Esta mudança de diesel para eléctrico reforçará a posição da PSA Sines “como um dos principais portos da Península Ibérica e contribuirá para o objectivo de sustentabilidade da empresa de reduzir as suas emissões de carbono para metade até 2030 e ser completamente neutra em carbono até 2050”.

As novas aRTGs, juntamente com os dois pórticos de cais recentemente adicionados e a aquisição de 12 novos camiões com atrelado, fazem parte do projecto de expansão da Fase III da PSA Sines, no valor de 412 milhões de euros. Quando estiver concluído em 2030, o terminal poderá quase duplicar a sua capacidade de movimentação anual de 2,7 milhões de TEU para 4,2 milhões de TEU, reforçando assim a sua posição como um dos principais portos da Europa do Sul. Desde o início das obras do terminal em 2000, a PSA Sines investiu até à data mais de 370 milhões de euros na modernização das suas instalações.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

CCIP promove conferência “Sustentabilidade e Competitividade” em parceria com Novo Banco

Partilhar              A Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa (CCIP), em parceria com o Novo Banco e …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.