Início / Agricultura / Prémios Mundus Vini e ProWein levam Vinhos do Tejo à Alemanha

Prémios Mundus Vini e ProWein levam Vinhos do Tejo à Alemanha

A poucos dias da maior feira profissional de vinhos a nível mundial, a comitiva dos Vinhos do Tejo tem tudo a postos para uma participação de peso. De 10 a 12 de Março, são 26 os produtores da região que viajam até à ProWein, na Alemanha, para darem a conhecer novas referências. No âmbito deste certame, os vinhos da região vão destacar-se na entrega de prémios da edição Spring Tasting 2024 do concurso Mundus Vini – The Grand International Wine Award, que acontece no primeiro dia.

“A ProWein é, sem dúvida, o grande evento do sector no que toca a encontros e negociações com vista ao mercado internacional, a grande aposta dos Vinhos do Tejo. No que toca a exportações, houve um crescimento na ordem dos 50%, face a 2022, com quase 10 milhões de litros exportados”, refere uma nota de imprensa da Comissão Vitivinícola Regional do Tejo (CVR Tejo).

A presença nesta feira faz parte do plano anual de promoção da CVR Tejo, que lança o desafio a todos os agentes económicos para integrarem a comitiva que viaja até à Alemanha e apoia com stand, logística e presença da direcção e equipa de marketing.

Este ano, o stand dos Vinhos do Tejo conta com 15 produtores – Adega de Almeirim; Adega do Cartaxo; Casa Paciência; Casal Branco; Casa Cadaval; Casal da Coelheira; Fiuza; Ode Winery; Quinta da Alorna; Quinta da Badula; Quinta da Lagoalva; Quinta da Lapa; Quinta da Ribeirinha; Quinta do Casal Monteiro e Quinta do Côro –, juntando-se outros 11 em espaço próprio, por serem produtores multiregião – Abegoaria; Casca Wines; Enoport; Falua; João Barbosa; Parras; Quinta do Paral; Santos & Seixo; Segur Estates; WineStone; e Vidigal Wines. Ou seja, no total, são 26 os agentes económicos que dizem “sim” a este evento.

No primeiro dia, a ProWein vai ser palco da entrega de prémios do Mundus Vini – Spring Tasting 2024. Para Portugal vieram 352 prémios, dos quais 37 foram atribuídos a Vinhos do Tejo: 29 medalhas de ouro e 8 de prata. No que toca à região, destaque para os brancos Ode Enóloga 2022 (Ode Winery) e Conde Vimioso Colheita Seleccionada 2023 (Falua), que para além de medalha de ouro ganharam o título de Best of Show Tejo e Best of Show Tejo in Retail Markets, respectivamente.

No caso dos tintos, as mesmas distinções foram atribuídas ao Quinta da Alorna Reserva das Pedras Tinta Miúda 2020 (Quinta da Alorna) e ao Coudel Mor Reserva 2018 (Adega do Cartaxo). A Adega do Cartaxo foi o produtor mais premiado, com 16 vinhos medalhados, 12 dos quais com Ouro e 4 com prata.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Sapadores Florestais do SinFAP avançam com acção judicial contra o Estado Português

Partilhar              O SinFAP – Sindicato Independente dos Trabalhadores da Floresta, Ambiente e Protecção Civil, avançou com …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.