Início / Agricultura / Noocity ganha Prémio Nacional de Indústrias Criativas com equipamentos para agricultura urbana
Super Bock CLAB Laboratório Criativo© André Henriques www.facebook.com/ahphoto.portugal

Noocity ganha Prémio Nacional de Indústrias Criativas com equipamentos para agricultura urbana

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Noocity, start-up dedicada ao desenvolvimento de equipamentos para agricultura urbana, é a grande vencedora do 8.º Prémio Nacional Indústrias Criativas Super Bock/Serralves. Excepcionalmente, o júri decidiu ainda atribuir uma Menção Honrosa ao projecto Bio Boards pela forte componente ambiental na produção de pranchas de surf e skates. Já a plataforma digital Book in Loop, baseada no conceito da economia de partilha, recebeu a Distinção de Categoria (Conteúdos e Novos Media).

Os prémios foram entregues por Rui Lopes Ferreira, presidente da Unicer, Ana Pinho, presidente da Fundação de Serralves, e Fátima São Simão, responsável pelo Pólo das Indústrias Criativas do UPTEC, na quarta-feira, 13 de Julho, durante o Super Bock Laboratório Criativo, no Pavilhão de Portugal (Lisboa). À semelhança do ano passado, este evento integra a programação do festival Super Bock Super Rock que decorre entre hoje e 16 de Julho.

Horta caseira

A Noocity integra a categoria Arquitetura e Artes Visuais. É uma start-up cujos promotores são José Ruivo, Pedro Monteiro e Leonor Babo, está sedeada no Porto e vai buscar o nome ao conceito da consciência colectiva ligando-o ao universo urbano. É um projecto 100% português, com parcerias internacionais em desenvolvimento, que se caracteriza por possibilitar uma horta caseira, de forma mais fácil e simples, ao materializar-se numa cama de cultivo com sistema de auto-rega que facilita a agricultura biológica (legumes, frutos e ervas) em qualquer lugar. Entre as vantagens, distingue-se por economizar água e oferecer maior autonomia, não sendo necessário estar constantemente a regar.

É este projecto que, para além de receber o prémio pecuniário de 25 mil euros, vai representar Portugal no Creative Business Cup (CBC, Copenhaga, Dinamarca), competição internacional que premeia a melhor ideia de negócio entre empreendedores de mais de 50 países. Este evento está agendado para os dias 20 e 21 de Novembro.

Skates e pranchas de surf, com cortiça

Na mesma categoria, o júri distinguiu a marca Bio Boards com uma Menção Honrosa pelo compromisso de produzir todos os produtos, como skates ou pranchas de surf, com o mínimo impacto ambiental, para os quais são escolhidos materiais reciclados, recicláveis, reutilizáveis e biodegradáveis. A cortiça portuguesa é o material de eleição. O responsável por este negócio “amigo do ambiente”, Ricardo Marques, engenheiro ambiental de formação, apostou ainda na componente estética dos produtos que podem ser 100% personalizáveis.

A última distinção da noite – a Distinção de Categoria – foi para Book in Loop, uma solução digital que promove o conceito da economia de partilha, ligando quem tem a quem mais precisa já que promove a reutilização de livros escolares (e por consequência ajuda a gerir o orçamento familiar no início de cada ano lectivo). É uma plataforma que nasceu na incubadora do Instituto Pedro Nunes (Universidade de Coimbra), pela mão de João Bernardo e é suportada por uma rede de postos com dispersão nacional.

A 8.ª edição do Prémio Nacional Indústrias Criativas Super Bock/Serralves recebeu um total de 168 candidaturas, distribuídas pelas quatro categorias, Arquitectura e Artes Visuais; Conteúdos e Novos Media; Música e Espectáculo; e Turismo e Património.

Para além dos vencedores, a short-list incluiu ainda os seguintes projectos nacionais, Life in a Bag (hortas caseiras), Nómada (peça de mobiliário para quem trabalha em pé); begin.media (plataforma para conteúdos editoriais originais); Magic Play (apps educativas com interação aos tradicionais brinquedos de madeira); Sensi Guitar (tecnologia para programar sistemas musicais personalizados); Imaginando (software para produção de música electrónica); Iellow (embalagens de mel em unidoses).

Esta iniciativa é organizada pela Unicer, através da marca Super Bock, e pela Fundação de Serralves e conta com uma rede de parceiros entre os quais a ADDICT, a Agência Nacional de Inovação, a ANJE, o BPI, a ESAD, a Fundação da Juventude, o IAPMEI, a Brand New Box, a Universidade Católica – Escola das Artes e a Universidade do Porto.

Agricultura e Mar Actual

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Histórico posto de observação meteorológica da Torre do Sertório em Évora retoma a actividade

Partilhar            O histórico posto de observação meteorológica da Torre do Sertório em Évora retoma a sua …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.