Início / Agricultura / Ministra da Agricultura: “até 31 de Janeiro faremos chegar o novo apoio aos sectores mais afectados pela seca”

Ministra da Agricultura: “até 31 de Janeiro faremos chegar o novo apoio aos sectores mais afectados pela seca”

A ministra da Agricultura e da Alimentação, Maria do Céu Antunes, garante que “até 31 de Janeiro [de 2024], faremos chegar o novo apoio aos sectores mais afectados pela seca, cuja dotação foi reforçada pelo Orçamento do Estado. Aliás, esta tem sido a nossa prioridade: estar ao lado do sector, mitigar os efeitos das crises e apoiar o seu crescimento”.

O anúncio foi feito ontem, 13 de Dezembro, durante o almoço de Natal promovido pela Agros – União de Cooperativas de Produtores de Leite, no qual a ministra Maria do Céu Antunes enalteceu “a atitude resiliente e empreendedora de um sector que, perante tantos desafios e exigências que se renovam, continua a procurar inovar, valorizar o que produz e corresponder aos consumidores”.

“Reconhecendo a importância da organização da produção e de todo o trabalho que desenvolvem, o apoio ao gasóleo colorido e marcado também passou a abranger as cooperativas. E, até 31 de Janeiro, faremos chegar o novo apoio aos sectores mais afectados pela seca, cuja dotação foi reforçada pelo Orçamento do Estado. Aliás, esta tem sido a nossa prioridade: estar ao lado do sector, mitigar os efeitos das crises e apoiar o seu crescimento”, disse a ministra.

E adiantou que “o espírito de partilha e cooperação, que encontramos neste almoço e que celebramos especialmente nesta época, tem de continuar a nortear a construção da política pública. Só assim garantiremos respostas mais eficazes, uma produção participada de conhecimento e a transferência para o sector, uma cadeia mais justa, o desenvolvimento sustentável e um futuro melhor para os territórios, para as pessoas”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Confederação das micro e pequenas empresas: redução do IRC visa “essencialmente as grandes empresas”

Partilhar              A CPPME — Confederação Portuguesa de Micro, Pequenas e Médias Empresas considera que “a redução …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.