Início / Agricultura / Estação de Avisos de Entre Douro e Minho: cultura da vinha está mais susceptível ao míldio, black rot e podridão cinzenta

Estação de Avisos de Entre Douro e Minho: cultura da vinha está mais susceptível ao míldio, black rot e podridão cinzenta

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Estação de Avisos Agrícolas de Entre Douro e Minho alerta que a vinha encontra-se, na generalidade, com cachos visíveis e por vezes, separados. Algumas castas mais adiantadas, apresentam em diversos locais, botões florais separados. Pelo estado do seu desenvolvimento e pelas condições meteorológicas correntes e previstas, a cultura está agora mais susceptível a doenças como o míldio, o black rot e a podridão cinzenta.

Segundo a Circular nº 06/ 2021, as chuvas ocorridas entre os dias 9 e 13 de Abril, conforme os locais, podem ter dado origem a novas infecções primárias, cujas manchas deverão aparecer entre os dias 23 e 27. É possível que a descida de temperaturas entretanto verificada, possa retardar o surgimento destas manchas 1 ou 2 dias.

E acrescenta que é também possível que em breve ocorram infecções secundárias, que é necessário pensar em prevenir. Aconselha aquela Estação de Avisos a observação da vinha, procurando as manchas primárias de míldio (“mancha de óleo”). Quando estas estiverem esporuladas, não tardarão a ocorrer as infecções secundárias.

Nas vinhas que não foram tratadas antes das chuvas de 9 – 13, aconselha a aplicação de um tratamento anti míldio, com um produto sistémico, de acção preventiva-curativa e anti-esporulante, nos locais em que ocorreu a queda de chuva naqueles dias.

Para maior segurança, este tratamento deve ser efectuado na proximidade das datas assinaladas (entre os dias 23 e 27).

Pode consultar a Circular nº 06/ 2021 completa aqui.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Ministra da Agricultura inaugura reabilitação do Aproveitamento Hidroagrícola da Camba

Partilhar              A ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, e o secretário de Estado da Agricultura …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.