Início / Agricultura / Doze amêndoas à meia-noite?

Doze amêndoas à meia-noite?

Artigo de opinião de António Saraiva, Director Executivo da Portugal Nuts – Associação de Promoção de Frutos Secos

Sim. Se está a ler estas notas antes do final do ano, deixo-lhe uma sugestão: substitua as tradicionais passas, por amêndoas nacionais, na contagem decrescente para a entrada do Ano Novo, a cada badalada. Se porventura já se encontra em 2024, doze amêndoas ou nozes por dia, é um bom hábito alimentar, já que o seu regular consumo, tem efeitos benéficos sobre a saúde, como o comprovam os estudos médicos dos últimos 30 anos.

Ao fazê-lo, irá contribuir para o aumento do consumo. Este é um dos objetivos do Almond Board of California para 2024. Na sua recente conferência anual (5 a 7 de dezembro), “Driving the Global Demand” (impulsionar a procura global), foi lançado como tema para o novo ano. Deram-se a conhecer os esforços e planos desta organização, para atrair a atenção dos consumidores, para os benefícios da inclusão de amêndoas nas dietas. Com campanhas nas redes sociais, feitas de acordo com o perfil dos públicos-alvo as amêndoas californianas tentam ficar na mente dos consumidores em mercados-chave como o México, o Brasil, a Alemanha, a Índia (atualmente o maior importador), a China, a Coreia do Sul, o Japão, e claro está, a própria América. A concorrência nas redes sociais é tremenda e os números esmagam-nos: por minuto, são visualizados globalmente 167milhões de vídeos no TiKTok e são feitas 5,9 milhões de pesquisas no Google! E nos pontos de venda, como as grandes superfícies, onde em 1990 havia 7.000 produtos nas prateleiras, em 2020 coexistem entre 40.000 a 50.000, numa profusão de marcas e ofertas que procuram satisfazer os impulsos do consumo.

Sistemas de rega mais eficientes

Mas não é só na frente da oferta que o Almond Board trabalha com a fileira. Atualmente, há um esforço muito grande para que os produtores da Califórnia, alterem as suas práticas culturais. É-lhes pedido que usem sistemas de rega mais eficientes e que usem menos água. A rega gota-a-gota ainda não é usada na totalidade das explorações da Califórnia. No que concerne à biodiversidade, estão-se a disponibilizar ajudas para que sejam criados habitats para polinizadores naturais nas explorações e práticas mais favoráveis à defesa das abelhas. Estimula-se a utilização de culturas de cobertura nas entrelinhas dos pomares, para proteger o solo e a sua saúde. E chama-se a atenção para a importância da proteção integrada e para a necessidade da redução do uso de produtos de síntese na fitossanidade das culturas e na sua nutrição.

Com uma curta experiência de pouco mais de sete anos na produção em pomares modernos, os produtores nacionais já estão a fazer o caminho que o Almond Board quer para a totalidade dos seus associados. E os mais de 3.000 participantes na conferência, puderam constatar que Portugal figura já entre os 5 maiores produtores mundiais.

Esta posição deve ser celebrada. Mas não podemos parar. Há que manter e aproveitar esta vantagem. E conquistarmos o nosso espaço.

Pode comer as doze amêndoas ao ritmo das últimas badaladas de 2023. Mas pode repetir nas 12 primeiras de 2024. É que 24 amêndoas por dia é a dose recomendada pelo Almond Board of California.

Boas Festas e Feliz Ano Novo!

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Montemor-o-Velho recebe Dia Aberto Biocomp_3.0 sobre controlo e valorização do jacinto-de-água

Partilhar              O projecto Biocomp 3.0 promove um dia aberto, dedicado aos agricultores na Estação de Bombagem …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.