Início / Agricultura / Crianças plantam mais de 750 árvores em Monção e Viseu com apoio do programa Aldeias Suber Protegida

Crianças plantam mais de 750 árvores em Monção e Viseu com apoio do programa Aldeias Suber Protegida

O programa “Aldeias Suber Protegidas”, lançado pela Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza e pela Corticeira Amorim, vai promover a plantação de 1.000 árvores em Monção e Viseu. Um grupo de 50 jovens das EB 2/3 Dr. Azeredo Perdigão, EB 1 de Bigas e da Escola Superior Agrária de Viseu, vai plantar 255 árvores, das quais 50 sobreiros, 200 carvalho-alvarinho, 5 medronheiros, no próximo dia 13 de Março, pelas 10 horas, em Sanginhedo de Maçãs, na freguesia de Lordosa, no concelho de Viseu.

A par, foi realizado o primeiro momento da iniciativa em Monção, no dia 7 de Março, com a plantação de 350 árvores por membros dos Sapadores Florestais e Bombeiros, do ICNF — Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, da Corticeira Amorim e da autarquia de Monção. Em breve será agendada a plantação complementar por alunos da EB do Vale do Mouro, em contexto de educação ambiental.

Aldeias Suber Protegidas

A Quercus, Organização Não Governamental de Ambiente (ONGA), e a Corticeira Amorim, líder mundial na transformação de cortiça, estão a promover o programa “Aldeias Suber Protegidas”. Um programa pioneiro que tem como objectivo principal melhorar a resiliência dos espaços florestais e elevar a segurança e a qualidade de vida nas aldeias localizadas em áreas de elevado risco de incêndio rural ou florestal.

Centra-se na prevenção de incêndios, implementando medidas proactivas para reforçar a resiliência das florestas nas proximidades destas aldeias. Visa, também, a protecção e valorização das aldeias, criando faixas de protecção com sobreiros e outras espécies folhosas autóctones, uma estratégia que simultaneamente promove a biodiversidade e facilita a adaptação às mudanças climáticas, refere uma nota de imprensa conjunta da Quercus e da Corticeira Amorim.

O programa fomentará ainda o envolvimento comunitário e a cidadania activa, o desenvolvimento social e o progresso nas áreas abrangidas, bem como a promoção das florestas e do montado, através do aumento do conhecimento sobre os ecossistemas locais e da adopção de medidas sustentáveis para a sua conservação.

O programa “Aldeias Suber Protegidas” arrancou com um projecto-piloto em Unhais da Serra, no dia 23 de Novembro, de 2023. Sendo considerada um local privilegiado para a plantação de 500 sobreiros e 50 azinheiras, devido a um grande incêndio que vivenciou no ano 2018. A iniciativa contou com a colaboração voluntários da escola EB 2/3 de Paul e EB1 de Unhais da Serra.

Prevenção de incêndios

Cristina Rios de Amorim, administradora da Corticeira Amorim responsável pela sustentabilidade, reforça o “tal como todos os portugueses, vemos com enorme preocupação a sucessão de incêndios, de consequências gravíssimas a todos os níveis – social, ambiental e económico. Por isso, valorizamos todas as acções que possam prevenir a sua ocorrência e que fomentem a segurança e a protecção das comunidades locais. Este programa “Aldeias Suber Protegidas” está profundamente alinhado com a nossa estratégia de responsabilidade e de sustentabilidade, refletindo o nosso empenho em harmonizar o negócio com o máximo respeito e cuidado pelo meio ambiente e pelas comunidades”.

“Esperamos que esta iniciativa sirva de referência e estímulo para que outras entidades se juntem a nós neste esforço crucial de preservação e gestão das florestas, contribuindo activamente para a protecção das regiões mais vulneráveis aos desafios ambientais actuais e futuros”, acrescenta.

De olhos postos no futuro, o programa prevê expandir-se a outras zonas geográficas, abrindo candidaturas para que mais aldeias se possam juntar ao projecto no ciclo de plantação de 2024/25. Com a ambição de plantar, pelo menos, 20.000 árvores, estima-se que o programa se torne um referencial na conservação ambiental e no fomento de práticas sustentáveis em Portugal.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Montenegro promete resolver problema do assoreamento do Porto de Pesca da Póvoa de Varzim

Partilhar              O primeiro-ministro, Luís Montenegro, esteve presente cerimónia de encerramento das comemorações do 50º aniversário de …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.