Início / Agricultura / Consulai faz ponto de contacto entre realidade urbana e rural. B-Rural mostra inovação nas actividades agrícola e florestal

Consulai faz ponto de contacto entre realidade urbana e rural. B-Rural mostra inovação nas actividades agrícola e florestal

Sabia que 32% dos portugueses acredita que a agricultura não evoluiu nos últimos anos? Pois, “A Agricultura evoluiu, só você é que não viu”. É este o mote do B-Rural. A iniciativa, co-financiada pela Comissão Europeia e promovida pela Consulai — consultora especializada nos sectores agrícola, alimentar, florestal, do mar e do desenvolvimento rural em Portugal — nasce da necessidade de estabelecer um “ponto de contacto entre a realidade urbana e a realidade rural”.

A iniciativa B-Rural tem como objectivo evidenciar não só a evolução, como a modernização e inovação nas actividades agrícola e florestal em Portugal. Co-financiada pela Comissão Europeia, no âmbito das Acções de Informação para a Política Agrícola Comum, B-Rural visa valorizar a agricultura e a floresta, refere um comunicado de imprensa da Consulai.

A estratégia para atingir este objectivo passa por diferentes pilares, tais como auscultar stakeholders externos e sectoriais, capacitar a comunicação do sector com informação relevante e actualizada através de ferramentas dedicadas.

Entre essas ferramentas encontram-se uma Enciclopédia de Avaliações de Impactos da PAC (Política Agrícola Comum), um instrumento de referência para interpretar e analisar os impactos da directriz de forma alargada, ou a criação de um Observatório que permite o acompanhamento constante e actualizado da evolução das orientações no cenário nacional.

O projecto pretende ainda promover o mundo rural com a aposta em campanhas de comunicação; aproximar a comunidade universitária ao mundo rural, através de conferências de Norte a Sul do País, com diversas dinâmicas e protocolos nacionais que visam combater o gap entre o mundo rural e o mundo urbano, bem como dar a conhecer aos jovens universitários o universo de oportunidades profissionais existentes no sector, mesmo para áreas cujo foco não é a agricultura.

Por outro lado, quer informar e envolver a sociedade através da colaboração com jornalistas e líderes de opinião, bem como reforçar o papel do agricultor enquanto uma fonte de informação fidedigna e também essencial.

32% dos portugueses acredita que agricultura não evoluiu

Com o apoio da PAC, a agricultura e a floresta têm passado por processos evolutivos contínuos que transformaram a capacidade e a competitividade destes sectores produtivos. Mesmo assim, de acordo com o estudo “A opinião dos portugueses sobre o estado da Agricultura” do CESOP — Centro de Estudos e Sondagens de Opinião da Universidade Católica, 32% dos portugueses acredita que a agricultura não evoluiu nos últimos anos, realça o mesmo comunicado.

“Julgo que nunca foi tão evidente a necessidade do sector primário ter uma estratégia de comunicação concertada. Estes sectores evoluíram muito nos últimos anos. Mas têm comunicado de forma muito reactiva. É preciso mostrar o que se faz bem a quem não conhece. Esse é o propósito do B-Rural”, afirma Pedro Santos, director-geral da Consulai.

Agricultura e floresta têm sido dos sectores mais influenciados pelo crescimento da população, por variações de padrões de consumo, pela alteração de condições naturais e pela escassa disponibilidade de recursos. Apesar da influência de factores externos cada vez mais incertos, desenvolveram uma capacidade notável de modernização e de desenvolvimento que tem evoluído continuamente, assegurando o abastecimento de alimentos e matérias-primas a nível nacional e a promoção de uma maior estabilidade ao nível da coesão territorial, adianta o mesmo comunicado.

“O B-Rural destaca a vitalidade e modernidade do sector agrícola e florestal em Portugal, sublinhando a sua relevância não apenas para as comunidades rurais, mas também para aqueles que residem nas grandes cidades.”, afirma Rui Almeida, gestor da iniciativa.

“Com o apoio activo das associações agrícolas e florestais, queremos promover e fortalecer estes sectores, enfrentando o afastamento entre o mundo urbano e o mundo rural. Este esforço visa desmistificar tendências de desinformação, promovendo uma comunicação clara e colaborativa entre ambas as realidades.” esclarece o também director operacional da Consulai.

Através de diversas acções e do contacto directo com os diversos públicos-alvo, o B-Rural propõe-se a mostrar a nova realidade da agricultura e florestas em Portugal, evidenciando a transformação do sector e o investimento que tem vindo a ser realizado em processos, técnicas e sistemas de produção cada vez mais sustentáveis e resilientes.

Um dos objectivos do B-Rural é também mostrar a evolução da agricultura e da floresta nas esferas económica, social e ambiental. Na esfera económica, o foco estará na competitividade, no conhecimento e na optimização da cadeia de valor alimentar; na esfera social, a segurança e qualidade alimentar, bem como a renovação geracional; na esfera ambiental, destaca-se a paisagem, a conservação do ambiente, a biodiversidade e o combate às alterações climáticas.

Saiba mais sobre o B-Rural, lançado oficialmente em Setembro de 2023, na AgroGlobal, aqui.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Montemor-o-Velho recebe Dia Aberto Biocomp_3.0 sobre controlo e valorização do jacinto-de-água

Partilhar              O projecto Biocomp 3.0 promove um dia aberto, dedicado aos agricultores na Estação de Bombagem …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.