Início / Mar / Ambiente / BE reúne com Porto de Viana do Castelo para ponto de situação da poluição por pellets de plástico

BE reúne com Porto de Viana do Castelo para ponto de situação da poluição por pellets de plástico

A candidatura do Bloco de Esquerda (BE) pelo círculo eleitoral de Viana do Castelo, representada pela candidata Adriana Temporão e pelo mandatário Luís Louro, reuniu-se, dia 7 Fevereiro, com a Capitania do Porto de Viana do Castelo, no sentido de “perceber qual foi o impacto e as medidas tomadas, nas praias portuguesas, do problema dos pellets de plástico”.

A origem desta tragédia ambiental remonta a 8 de Dezembro, altura em que um cargueiro com bandeira da Libéria perdeu seis contentores, que caíram ao mar a cerca de 80 quilómetros de Viana do Castelo. Um desses contentores rebentou, derramando nas águas mil sacos contendo pequenas pellets brancas usadas na fabricação de plástico, explica uma nota de imprensa da distrital do BE de Viana do Castelo.

Entretanto, no final de Dezembro começaram a chegar às praias da Galiza enormes quantidades de pellets de plástico, provenientes de sacos que terão rebentado, adianta a mesma nota.

Segundo a Capitania do Porto de Viana do Castelo, a quantidade de pellets que chegou às praias portuguesas foi “muito reduzido, sendo que provavelmente, as poucas que foram encontradas não são do episódio de 8 de Dezembro, uma vez que apresentam sinais de desgaste”. Foi também assegurado aos bloquistas que “todas as medidas foram implementadas e todos os intervenientes, incluindo as autarquias, estavam prontos para agir em caso de necessidade”.

“A preocupação do Bloco de Esquerda é defender o nosso mar, através do aumento da área e do número de áreas marinhas protegidas e da criação de uma rede de áreas marinhas protegidas que garanta a preservação da biodiversidade em pelo menos 30% do mar nacional”, realça a mesma nota.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Consulta pública sobre Acordo Comercial UE-Canadá termina a 25 de Abril

Partilhar              A Comissão Europeia tem em curso, até dia 25 de Abril de 2024, uma consulta …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.