Início / Agricultura / Bayer expande programa de descarbonização da agricultura para a Europa
Foto: Bayer

Bayer expande programa de descarbonização da agricultura para a Europa

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Bayer anunciou o lançamento europeu da sua Iniciativa de Carbono global. O principal objectivo é a descarbonização da cadeia de valor alimentar com foco nas actividades dos agricultores para um sistema alimentar mais resiliente e sustentável. O programa começa com mais de 25 agricultores em sete países da UE e outros: França, Espanha, Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Reino Unido e Ucrânia.

A iniciativa reúne agricultores e participantes da cadeia de valor alimentar para explorar futuras estruturas de recompensa para agricultores que implementam novas práticas de redução de carbono e, assim, contribuem para os objectivos do Pacto Ecológico da Comissão Europeia.

O novo Programa Europeu de Carbono reconhece o papel central que os produtores e as suas terras podem desempenhar para ajudar a criar impactos ambientais positivos e duradouros e é parte integrante dos compromissos de sustentabilidade da Bayer, especificamente voltados para a redução das emissões de gases com efeito de estufa (GEE) nos campos em 30%, em 2030.

“O nosso Programa de Carbono contribui activamente para o desenvolvimento de actividades agrícolas de carbono na Europa, trabalhando directamente com os agricultores no seu papel de produtores primários e envolvendo empresas em toda a cadeia de valor alimentar. Esta colaboração ao nível da cadeia de valor alimentar ajudará a descarbonizar o sistema alimentar europeu de uma forma que funcione para os agricultores, o ambiente e os consumidores”, afirmou Lionnel Alexandre, líder do Carbon Business Venture para a Europa, Médio Oriente e África da Bayer Crop Science.

“A ideia principal é recompensar os produtores por adoptarem práticas agrícolas inteligentes para o clima, como o uso de culturas de cobertura, redução de lavoura, rotação de culturas e aplicação precisa de azoto. Estas actividades sequestram carbono no solo ao mesmo tempo que melhoram a saúde, resiliência e produtividade do solo, bem como limitam as emissões”, acrescentou aquele responsável.

Ferramenta digital 

Para apoiar estas operações, a Bayer desenvolverá uma ferramenta digital que permitirá aos agricultores reivindicar recompensas com base em dados exactos e verificados. Será compatível com os padrões actuais de privacidade de dados e será fiável e simples de operar para todos os produtores. Esta solução digital de monitorização, notificação e verificação (MRV) é baseada na plataforma de agricultura digital líder do sector da Bayer, Climate FieldView.

Os 27 agricultores participantes de sete países estão a contribuir colectivamente com cerca de 500 hectares de terra das suas explorações agrícolas localizadas em França, Espanha, Bélgica, Dinamarca, Alemanha, bem como na Ucrânia e no Reino Unido.

No centro do Programa Europeu de Carbono está a prática da co-criação: agricultores, especialistas da Bayer e participantes da cadeia de valor alimentar trabalham juntos num laboratório de agricultura de carbono, onde podem em conjunto testar actividades e gerar aprendizagens. As discussões com diversos processadores e retalhistas de alimentos estão em curso e espera-se que adiram ao Programa de Carbono até ao final do ano.

Programa a 3 anos

O programa tem uma duração de três anos. Depois de estabelecer o teor actual de carbono nas terras dos agricultores participantes como a linha de base para o projecto, os agricultores implementarão práticas agrícolas inteligentes para o clima, como o uso de culturas de cobertura e redução da lavoura. Esta implementação de novas práticas será continuamente monitorizada e melhorada.

As aprendizagens e as novas percepções obtidas dos parceiros do projecto participantes de toda a cadeia de valor alimentar irão fornecer informações para a concepção e implementação de uma ferramenta digital de MRV exacta e fiável. A implementação no Climate FieldView está planeada para o último ano.

“Uma estrutura de solo intacta e uma boa gestão do húmus são decisivas para garantir o meu rendimento”, afirmou Stefanie Peters, Agro-Farm GmbH Nauen e parte da rede Bayer ForwardFarm. “Na minha opinião, a agricultura de carbono, o sequestro de carbono do solo, pode dar uma grande contribuição para isso. Também aguardo com expectativa o momento de trabalhar com várias partes interessadas do programa de carbono da Bayer.”

O lançamento europeu faz parte da Iniciativa de Carbono global da empresa, lançada nos Estados Unidos e no Brasil, em Julho de 2020. Nestes países, a Bayer é a primeira empresa agrícola a oferecer todas as tecnologias necessárias em termos de sementes e traços, protecção de culturas e soluções digitais, MRV de baixo custo e certificação de acordo com padrões internacionalmente reconhecidos.

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •   
  •   
  •  

Verifique também

Cuidado com a queima de sobrantes florestais. GNR identifica homem de 78 anos por incêndio em Vila Real

Partilhar              O Comando Territorial de Vila Real da Guarda Nacional Republicana (GNR), através do Núcleo de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.