Início / Agenda / AgroGlobal arranca com 280 expositores. Paulo Fardilha aposta na internacionalização da Feira

AgroGlobal arranca com 280 expositores. Paulo Fardilha aposta na internacionalização da Feira

A AgroGlobal, a principal feira agrícola ibérica voltada para profissionais, decorre de 5 a 7 de Setembro de 2023 no CNEMA — Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas, em Santarém. E conta com 280 expositores.

Relembre-se que na última edição, em 2021, ainda em Valada do Ribatejo, em pleno campo, na sessão de encerramento os agricultores foram apanhados de surpresa pelo grande impulsionador deste evento, Joaquim Pedro Torres, a anunciar que o nome AgroGlobal passava para a esfera do CNEMA, sem envolver montantes pecuniários. Chegaram a haver petições por parte de alguns agricultores para que a Feira se mantivesse no mesmo local de sempre, que, contudo, carecia de infra-estruturas de apoio adequadas ao seu crescimento.

Paulo Fardilha foi o homem escolhido pelo CNEMA para organizar a próxima AgroGlobal, transitando da anterior entidade organizadora – a Valinveste — para os quadros do CNEMA. A sua primeira tarefa foi convencer os agricultores de que a mudança era vantajosa para a Feira continuar a mostrar “uma agricultura moderna e inovadora”. E conseguiu.

Amanhã, 5 de Setembro, a Feira arranca com 280 expositores, diz Paulo Fardilha, director geral da AgroGlobal, em declarações à Revista Agricultura e Mar, adiantando que o caminho de crescimento da Feira, que já é ibérica, passa agora pela sua internacionalização. A presença de uma missão empresarial do Brasil é disso exemplo.

“Este ano temos uma presença significativa de empresas e visitantes de vários países. É certo que temos menos expositores. Na última edição eram 320. Algumas empresas bloquearam mesmo a mudança e aproveitaram para se desligar da AgroGlobal, pelo menos por enquanto”, diz Paulo Fardilha.

Segundo apurou a Revista Agricultura e Mar, na lista das ausentes estão empresas como a Galucho, a New Holland, a CLAAS e a Herculano. Foram as que mais lutaram contra a mudança de local da Feira.

Mas, Paulo Fardilha considera que essa desconfiança “vai desaparecer. Ainda estão muitas pessoas na expectativa, mas agora que estão a ver isto a nascer aqui e já a visitar o espaço, já estão a ficar rendidas”.

Campos de ensaio

E realça que as naves do CNEMA vão estar fechadas, não havendo assim os habituais stands de artesanato e comida, e “há campos de ensaio das culturas permanentes no recinto do CNEMA, tais como, vinha, olival, amendoal, aveleiras, nogueiral, pomares e floresta. E há demonstrações de máquinas a mobilizar o solo, pulverizar ou em actividades florestais”.

“Para as culturas anuais, alugámos uma propriedade onde temos cerca de 40 ha de culturas, junto ao acesso à ponte de Almeirim, a 1 Km do CNEMA, onde estão os campos com culturas anuais, milho, tomate, pimento arroz e cânhamo. Aqui irão acontecer demonstrações de colheitas e preparação de solos”, acrescenta o director geral da AgroGlobal.

A movimentação de pessoas do CNEMA para a zona das culturas anuais, será feita através de shuttles, disponibilizados pela organização. “Temos carrinhas de 9 lugares e dois autocarros de 20 que vão estar sempre a circular”. “Temos reunidas as condições para que a maior feira profissional do sector agrícola em Portugal continue a somar sucessos e notoriedade”, garante Paulo Fardilha.

Ministra da Agricultura não é convidada

Na AgroGlobal, como é costume, são muitos os temas em debate. Mas, tal como aconteceu já com a Ovibeja e a Feira Nacional de Agricultura, a ministra da Agricultura e da Alimentação, Maria do Céu Antunes, não é convidada. “Trata-se de um evento profissional, organizado por agricultores. Com as atitudes que a ministra tem tido, não faz sentido trazer a ministra a um sítio onde pode haver contestação”, explica Paulo Fardilha.

Em debate vão estar temas como a gestão da água, o carbono e sustentabilidade, a transformação digital e as alterações climáticas.

O 3º Congresso Ibérico Agropecuário e Florestal, organizado pela CAP — Confederação dos Agricultores de Portugal vai ser um dos momentos altos da Feira. E se a ministra não está convidada, o encontro vai contar com deputados de quase todos os partidos políticos.

Entrada só com convite

Paulo Fardilha realça que a entrada na AgroGlobal só pode ser feita através de convite das empresas expositoras. Ou, através de pedido ao CNEMA, através do email geral@agroglobal.pt, “desde que se tratem de profissionais ligados ao agronegócio”.

Saiba tudo sobre a AgroGlobal aqui.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Xylella fastidiosa em videiras de Castelo Branco e Fundão. DGAV dá 10 dias para destruição imediata das plantas

Partilhar              A DGAV — Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária informa que foi confirmada a presença da …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.