Início / Mar / Construção Naval / Açores criam equipa equipa multidisciplinar para desenhar museologia de Construção Naval

Açores criam equipa equipa multidisciplinar para desenhar museologia de Construção Naval

A secretária Regional da Educação e dos Assuntos Culturais dos Açores, Sofia Ribeiro, vai constituir uma equipa multidisciplinar para “desenhar o projecto de museologia” do Museu de Construção Naval, em Santo Amaro do Pico. O anúncio foi feito no âmbito de uma visita ao local, acompanhada por membros dos Amigos do Museu, da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia.

“Há, aqui em Santo Amaro, um património, até mesmo emocional, de preservação da memória desta localidade, que nós temos de acautelar”, frisou Sofia Ribeiro.

A secretária Regional já tinha anunciado que o Museu de Construção Naval no Pico era “prioridade para a tutela, durante reuniões tidas no início de Novembro com as três entidades”, segundo nota de imprensa do Executivo açoriano. Segundo Sofia Ribeiro, desde essa altura, a Secretaria fez o levantamento e a identificação do “espólio e do material” existente na Região.

Para esta visita a governante fez-se acompanhar por uma equipa da Direcção Regional dos Assuntos Culturais, para analisar e avaliar os espaços e o material que “ainda não conheciam”.

De acordo com a titular da pasta dos Assuntos Culturais, o próximo passo é a constituição da equipa multidisciplinar, que envolverá técnicos da Direcção Regional e do Museu do Pico, que irá incluir, “necessariamente, a informação que a comunidade dispõe”.

“Temos de começar pela base, percebermos que tipo de funcionamento de museu é que queremos ter, qual o seu itinerário e qual a sua composição. Mas, para isso, é preciso termos uma equipa multidisciplinar que consiga reunir todo o espólio e consiga trabalhar a informação diversa e plural, para que possamos partir para a fase de constituição de um polo de construção naval, em Santo Amaro”, considerou.

E acrescentou: “Temos que garantir que haja cientificidade e ao mesmo tempo a preservação da identidade deste espaço, sem descurar toda uma realidade que é arquipelágica no que concerne a construção naval”.

A mesma nota de imprensa recorda que “o anterior executivo começou a desenvolver o projecto em 2016, orçado em 3,5 milhões de euros, sem IVA, que incluía a aquisição de dois terrenos e não definia o espólio que ia dispor”.

Na altura da primeira reunião, Sofia Ribeiro tinha explicado que, do projecto para o museu, apenas existiam “programas muito básicos”, que classificou como “esboços”.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 23 a 29 Janeiro 2023

Partilhar              Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas As cotações médias de novilhas de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.