Início / Agricultura / 16º Episódio d’A Palavra aos Frescos apresenta Narc Frutas

16º Episódio d’A Palavra aos Frescos apresenta Narc Frutas

A FNOP — Federação Nacional das Organizações de Produtores de Frutas e Hortícolas acaba de anunciar o 16º episódio da sua rubrica “A Palavra aos Frescos”, uma série de vídeos reportagem onde se destacam as Organizações de Produtores (OP) e os seus produtos.

Neste novo episódio é dado destaque à Narc Frutas – Cooperativa de Fruticultores e Horticultores da Região de Alcobaça, uma organização de produtores sediada em Alfeizerão, Alcobaça.

Composta por 11 sócios produtores, a produção da Narc Frutas estende-se por 250 hectares de maçã e pêra rocha, com 6.000 toneladas de volume anual de vendas.

Narc Frutas

A totalidade dos produtos da Narc Frutas é produzida em regime de Produção Integrada. Os cooperadores da Narc Frutas têm a sua produção concentrada essencialmente nos concelhos de Alcobaça, Caldas da Rainha e Nazaré, com uma área aproximada de 250 hectares.

Produzida naquela região, a fruta apresenta características únicas devido à proximidade do mar e da serra, como são a formação de muitos ácidos orgânicos (açucares e ácidos) que conferem grande qualidade final dos frutos aí produzidos.

Palavra aos Frescos

A Palavra aos Frescos é financiada pelo PDR 2020, no âmbito do projecto da Rede Rural Nacional (Observação da agricultura e dos territórios rurais), intitulado F&H_ORG – Promover e Organizar o Sector Hortofrutícola.

Tem como principal objectivo mostrar a importância de fazer parte de uma organização de produtores e desta forma contribuir para um aumento do grau de organização do sector hortofrutícola em Portugal aproximando-o o mais possível da média europeia.

Agricultura e Mar

 
       
   
 

Verifique também

Boletins com Recomendações de Rega do Milho. Semana de 13 a 29 de Maio de 2024

Partilhar              A Anpromis — Associação dos Produtores de Milho e Sorgo de Portugal informa que estão …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.