Início / Agenda / Vinhos da Borgonha, os mais caros do Mundo, na Garrafeira Nacional

Vinhos da Borgonha, os mais caros do Mundo, na Garrafeira Nacional

Os Vinhos da Borgonha, os mais caros e disputados do Mundo, vão estar na Garrafeira Nacional, dia 9 de Maio, das 19 às 20 horas, na Loja da Conceição, em Lisboa.

A produtora e gestora do Domaine Bohrmann, Sophie Bohrmann, ao longo de uma hora, vai comentar e dar a provar os seus elegantes vinhos.

“Preços quase bizarros”

Nenhuma outra região do Mundo produz vinhos tão caros e disputados, como a Borgonha. A ascensão dos seus vinhos um pouco por todo o Mundo tem sido de tal forma extraordinária que algumas marcas atingem preços quase bizarros.

É, por isso, uma prova verdadeiramente única aquela que a Garrafeira Nacional promove.

Sem igual no Mundo, os vinhos da Borgonha são autênticas preciosidades. Fácil de entender, a razão da sua qualidade reside na essência da matéria-prima, as uvas, que pela interacção singular de três factores: solo, declive e condições climáticas, têm as condições perfeitas para a produção de magníficos vinhos.

Unindo a este magnífico terroir, a experiência acumulada e know-how de gerações de talentosos produtores, fazem dos vinhos Domaine Bohrmann uma referência na Borgonha e no Mundo.

Amplamente apreciados, com prémios e elogios constantes da crítica internacional, os vinhos Domaine Bohrmann deverão ser provados pelo menos uma vez na vida.

Vinhos em prova:

  • Domaine Bohrmann – Mersault Clos du Cromin 2011
  • Domaine Bohrmann – Pouligny Montrachet Grand Champs 2013
  • Domaine Bohrmann – Pouligny Montrachet Premier Cru La Garenne 2016
  • Domaine Bohrmann – Pommard Premier Cru La Chaniere 2011
  • Domaine Bohrmann – Gevrey Chambertin 2013
  • Domaine Bohrmann – Saint Aubin Premier Cru En Remilly 2015

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Jornadas Agrícolas do Vale do Sousa, 20 de Julho. Confagri debate PAC pós 2020

A Confagri – Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas de Portugal associa-se à 4.ª edição das …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.