Início / Mar / Aquacultura / Portugal e Quénia analisam áreas de cooperação nos portos e indústria naval

Portugal e Quénia analisam áreas de cooperação nos portos e indústria naval

A ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, recebeu esta segunda-feira, 11 de Fevereiro, uma delegação do governo do Quénia, liderada pelo secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros, Macharia Kamau, e pelo secretário de Estado das Pescas, Aquacultura e Economia Azul, Micheni Ntiba.

Na reunião foram estudadas possíveis áreas de cooperação entre Portugal e Quénia nos vários sectores da Economia do Mar, tendo sido identificadas áreas prioritárias como os portos e transporte marítimo, pescas, indústria naval ou aquicultura.

Também no âmbito tecnológico foram avaliadas as diferentes oportunidades de cooperação, com a delegação queniana a “mostrar muito interesse nos sistemas em operação no nosso País, reconhecendo o seu potencial para o incremento da produtividade portuária, para a melhoria da segurança marítima ou para o aumento da vigilância nas suas águas”, afirma o Gabinete de Ana Paula Vitorino.

Visita ao IPMA

Na deslocação a Portugal, a delegação queniana tem ainda visitas agendadas ao IPMA – Instituto Português do Mar e da Atmosfera (que poderá vir a ser um parceiro de entidades quenianas em matéria de formação) e a uma estação de aquicultura de ostras em Setúbal, à qual se juntará o secretário de Estado das Pescas, José Apolinário.

A reunião desta segunda-feira surge depois da visita de Ana Paula Vitorino à capital queniana, Nairobi, no passado mês de Julho, na qual o governo queniano já tinha demonstrado um grande interesse em aprofundar relações com Portugal no âmbito dos assuntos do mar.

Portugal e Quénia já preparam Conferência dos Oceanos 2020 das Nações Unidas

Apesar de ainda não existir anúncio oficial da escolha de Portugal como palco do evento, Portugal e Quénia já preparam a co-organizarão da Conferência dos Oceanos 2020 das Nações Unidas. A reunião desta segunda-feira serviu também para analisar conjuntamente as grandes áreas onde poderá recair o foco deste evento.

De olhos já postos na Conferência dos Oceanos de 2020, a ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, admitiu que o objectivo passa por fazer conferência sobre os Oceanos diferente daquelas a que nos temos habituado. “Não queremos que seja apenas mais uma conferência sobre Oceanos, queremos ir mais além”, antecipou.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Lisboa, Alentejo e Algarve. Portugal 2020 tem candidaturas abertas para apoio à inovação

A entidade gestora do Portugal 2020 informa que está aberto o Aviso para os Programas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.