Início / Lazer / Desporto / Poker português conta com apoio internacional
Festa de comemoração com a bandeira de Portugal na conquista da bracelete de campeão mundial por João Vieira

Poker português conta com apoio internacional

Portugal conta com apenas cerca de 90 mil km de território e 10,2 milhões de habitantes, mas o que falta em tamanho e população, sobra em competência. Os portugueses sempre se destacaram numa série de desportos e nos últimos anos o poker passou fazer parte deles.

Mesmo com um mercado relativamente pequeno, assim como ocorre em outros desportos, os portugueses sempre tiveram acesso a muitos torneios ao vivo, tanto no seu território nacional como em nações próximas.

Afinal, Portugal também se encontra a poucas horas de distância da Espanha e de outros países europeus vizinhos que possuem uma grande cultura no poker.

Além da European Poker Series (EPS), European Poker Tour (EPT) e outras séries de campeonatos disputados no País, com destaque para os torneios realizados no Casino Estoril e outros casinos portugueses de grande renome, há muitas possibilidades para aqueles afim de brilhar na modalidade.

Para complementar ainda mais a rede de apoio internacional ao desporto das cartas, nos últimos anos Portugal juntou-se à Espanha e à França num mercado de poker online compartilhado, o que aumentou bastante a quantidade de jogadores e prémios disponíveis para os membros de todas essas nações.

Com todos esses factores ao seu lado, o poker português está a conquistar cada vez mais destaque no cenário internacional e diversos competidores oriundos do país já se encontram na prateleira de cima do desporto.

Portugal conta com grandes atletas de renome internacional

João Vieira, ex-jogador profissional de basquetebol e actual profissional da Team Winamax, é considerado o “Cristiano Ronaldo” do poker português. O atleta começou a se dedicar de forma integral ao desporto em 2013 e desde então vem acumulando prémios e bons resultados.

Os três melhores resultados em premiações de Vieira (€25,000 EPT Monte Carlo High Roller, $25,500 PCA High Roller e €10,300 EPT Prague High Roller) chamam a atenção pelo volume e consistência. Em cada um deles o atleta ficou entre os 10 primeiros colocados para alcançar prémios que somam cerca de 500 mil euros.

Além dessas competições e dos seus ganhos no poker online, o atleta também foi apenas o segundo competidor português da história a conquistar a bracelete de ouro da World Series of Poker (WSOP), torneio mundial deste desporto que equivale à Taça do Mundo do futebol.

João Vieira posa com a bracelete de campeão: competidor é uma das principais estrelas do poker português

Para conseguir o feito, Vieira teve que superar grandes nomes internacionais, como Olivier Busquetet, Pierre Calamusar e Joe Cada. O embate contra este último era o mais difícil, já que Joe possuía quatro títulos de campeão e estava na luta pela sua quinta bracelete, objectivo partilhado por Vieira.

“Estou muito feliz. Acho que ainda não caí em mim. Tenho tido muita paciência, e o caminho não tem sido fácil. Não acredito em justiça, mas sim em trabalho duro. Ganhar cinco braceletes é um dos meus principais objectivos. Este foi o primeiro e é um grande peso que me sai dos ombros”, disse logo após a vitória.

Além de João Vieira, outro João oriundo de Portugal se destaca no cenário internacional do poker. Trata-se de João Barbosa, um craque que conta com mais de 1 milhão de euros em prémios conquistados ao longo da carreira.

De acordo com o site norte-americano Hendon Mob, que contabiliza o resultado de competidores profissionais no Mundo, o primeiro prémio de Barbosa chegou em 2008 no Main Event da Unibet Open Madrid, no valor de € 1.500, ocasião em que facturou mais de 100 mil euros.

Logo de seguida, o atleta viria a conseguir o seu maior prémio ao vivo. Barbosa conquistou a primeira colocação do Main Event do EPT Varsóvia para embolsar cerca de 367 mil euros de uma vez.

Depois desse ponto alto, o competidor ainda venceu diversas competições como o EPT San Remo (€5,250), o High Roller Turbo at EPT Deauville (€5,300), o EPT Barcelona 6-Handed Turbo (€2,150) e o Turbo 8-Max, que o levaram a acumular mais de 500 mil euros.

Diogo Veiga comemora com a bracelete de campeão mundial: atleta foi o primeiro competidor português a conquistar o feito

É impossível falar sobre os maiores jogadores portugueses sem mencionar Diogo Veiga. Com poucos ganhos até então, o atleta despontou no cenário internacional em 2018 com uma série de conquistas únicas na história do país.

No começo desse ano, Veiga terminou em sexto na final do LIVE MILLIONS Grand Final Barcelona €10,300 para embolsar 450.000 euros. Pouco tempo depois, o atleta superou mais de mil oponentes de todas as nações para conquistar a bracelete de campeão mundial no WSOP, o primeiro de toda Portugal.

“Parece incrível. Ainda não acredito”, disse Veiga logo após a conquista em uma entrevista para o site PokerNews. “A adrenalina ainda é muito alta. Não posso dizer muito mais do que isso, estou super feliz” acrescentou.

Por trazer a primeira bracelete de campeão mundial para Portugal na tradicional modalidade texas hold’em, Veiga já pode ser considerado um dos principais jogadores da história do desporto português na modalidade ao vivo. Ainda assim, o competidor está sempre na busca de novos desafios e o último deles é aventurar-se pelo poker online.

O atleta começou a disputar partidas sob o nick “phounderAA” há pouco tempo e já conseguiu juntar um respeitável bankroll de 150 mil euros, valor que indica um futuro brilhante nas mesas virtuais.

Futuro do desporto promete

O poker português evoluiu muito em relação aos últimos anos. Com um mercado de poker unificado com outras duas potências europeias e pelo menos três competidores a liderarem este desporto, o poker em Portugal nunca esteve tão em alta.

O melhor de tudo é que esses factores indicam que a importância do desporto das cartas português no cenário internacional só tende a crescer nos próximos anos e o futuro da modalidade promete muitas alegrias para os entusiastas portugueses.

Verifique também

Nuno Russo defende que “é necessário criar estratégias que incluam a saúde humana, animal e o meio ambiente”

O secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Nuno Russo, participou hoje, 19 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.