Início / Agricultura / PAN Lisboa pede fim das touradas no Campo Pequeno

PAN Lisboa pede fim das touradas no Campo Pequeno

A Assembleia Municipal de Lisboa, por iniciativa do Grupo Municipal do PAN, debateu ontem, 12 de Março, o futuro da Praça de Touros do Campo Pequeno. O PAN – Pessoas-Animais-Natureza alertou mais uma vez para os “contornos pouco claros que envolvem a gestão do terreno e do edifício do Campo Pequeno, bem como para as questões relacionadas com o sofrimento animal”.

“Apesar de alguma controvérsia que marcou o debate, Fernando Medina assumiu que está disposto a desobrigar a Casa Pia da realização de corridas de touros na Praça do Campo Pequeno”, afirma uma nota de imprensa do PAN.

Para os responsáveis por aquele partido, “esta é uma grande conquista do PAN, que já em Julho do ano passado tinha apresentado uma Recomendação que foi reprovada pela Assembleia Municipal e que pedia precisamente que a Câmara Municipal de Lisboa, à luz dos imperativos éticos do nosso tempo, esclarecesse a Casa Pia e a sociedade no seu geral que não há qualquer imposição por parte da edilidade para que ali decorram obrigatoriamente touradas, devendo as mesmas ser abolidas dos usos afectos aquele espaço”.

Alternativas para a Casa Pia

A deputada municipal Inês de Sousa Real acredita ser “possível a Casa Pia prosseguir com a sua actividade realizando outros eventos e espectáculos sem sofrimento animal”.

O terreno do Campo Pequeno foi cedido pela Câmara Municipal de Lisboa (CML) à Casa Pia para a realização de espectáculos tauromáquicos, espectáculos gimnodesportivos e “fogos de vistas”, mas também para outro tipo de espectáculos com a condição de o terreno voltar para a posse da CML caso a finalidade do terreno fosse outra ou caso o terreno fosse cedido pela Casa Pia a outra entidade, o que aconteceu já por duas vezes.

Em causa a cedência de direitos do terreno

Durante o Debate, o PAN esclareceu que a Casa Pia, cedeu os direitos do terreno à empresa Tauromáquica Lisbonense, e mais tarde à Sociedade de Renovação Urbana do Campo Pequeno (SRUCP), sociedade entretanto já dissolvida e em liquidação, com uma dívida que ascende aos 90 milhões de euros, mas que “estranhamente continua a exercer actividade e a organizar corridas de touros”, realça a mesma nota.

Para o partido, “tudo isto demonstra um claro incumprimento das condições de cedência impostas pela CML aquando da constituição do direito de superfície, aspecto para o qual o PAN tem vindo a alertar a Assembleia Municipal e a Câmara Municipal e voltou a alertar neste debate”.

A deputada municipal do PAN durante o debate deixou o desafio a Fernando Medina: “A realização de espectáculos que promovam o sofrimento animal não pode ter a chancela de duas entidades públicas como a Câmara Municipal e a Casa Pia de Lisboa, pelo que pedimos a esta Assembleia, mas sobretudo à Câmara Municipal na pessoa do seu Presidente que acompanhem o PAN e que envidem esforços para que este espaço, em pleno coração de Lisboa, deixe de acolher touradas”.

O Campo Pequeno

Situado no coração de Lisboa, o Campo Pequeno é uma lenda da tauromaquia, um edifício emblemático da cidade desde 1892, com uma arquitectura ímpar de estilo neo-árabe. Classificado pela Direcção-Geral do Património Cultural, como Imóvel de Interesse Público, é um dos ex-libris da capital pelo seu valor cultural e emocional.

Concluído o processo de restauro e requalificação (2000-2006) que, respeitando as suas características originais, o transformou num edifício moderno do ponto de vista funcional, reabriu ao público em Maio de 2006.

Mantém a sua actividade tauromáquica, mas é agora um espaço multiusos para espectáculos e eventos e foi dotado com outras áreas: restaurantes com esplanada, um museu, um parque de estacionamento subterrâneo e um centro comercial com uma área de restauração, um supermercado, oito salas de cinema e acesso directo ao metropolitano.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Iapmei vai ter StartUP Voucher “na estrada” até final de Outubro

O IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, até ao final do mês de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.