Início / Agricultura / Ministra da Agricultura defende promoção do “diálogo entre a ciência e a agricultura”

Ministra da Agricultura defende promoção do “diálogo entre a ciência e a agricultura”

A ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, marcou hoje, 12 de Novembro, presença no Fórum de Outono do INESC TEC, no Porto, participando no painel “Desafios Para o Futuro: Agricultura com mais ciência e inovação”.

Durante a sua intervenção, a ministra da Agricultura valorizou os protocolos assinados no âmbito da iniciativa, afirmando que estes “representam o diálogo, cada vez mais intenso e relevante, entre a Ciência e, neste caso, a Agricultura. Um diálogo que, hoje, se assume como essencial na manutenção do nosso futuro colectivo”.

De acordo com Maria do Céu Albuquerque, “a relação entre a Agricultura e a Ciência é uma história de sucesso, sem ponto final à vista e que, actualmente, enfrenta grandes desafios à escala global. Encontramos uma população em crescimento, num cenário marcado por restrições no uso dos recursos naturais e pelo alerta para os efeitos das alterações climáticas”.

Sustentabilidade ambiental

Neste contexto, a Maria do Céu Albuquerque realçou ainda que todos “devemos e queremos ser parte de uma luta constante pela sustentabilidade ambiental, económica e social.” Assim, a governante voltou a destacar a importância de uma aposta numa agricultura alicerçada na investigação, na inovação, na capacitação e na partilha de conhecimento, afirmando que é preciso olhar para “um futuro em que haverá espaço e oportunidade para a interrogação, para a experimentação, para a busca de mais e melhores alternativas, com mais e melhor conhecimento aplicado à agricultura”.

No processo de transformação que marca a actualidade e segundo Maria do Ceu Albuquerque, a agricultura nacional “não ficou à espera e já embarcou nesta viagem que é a digitalização”.

Digitalização da agricultura

Antes de finalizar, a responsável pela pasta da Agricultura adiantou que “a digitalização da nossa agricultura é um factor essencial para a sua competitividade e sustentabilidade”, sublinhando que “estamos na era da agricultura inteligente, de uma agricultura que, parte de uma sociedade digital, será capaz de dar resposta aos desafios estabelecidos para este XXII Governo”.

Nas suas palavras, “uma agricultura mais inovadora será uma agricultura mais sustentável e eficiente na gestão dos recursos, contribuindo, assim, para a resposta global às alterações climáticas. Uma agricultura mais tecnológica atrairá os mais jovens e fomentará o empreendedorismo, assumindo-se como parte fundamental da resposta aos desafios demográficos e no combate às desigualdades, reforçando ainda mais a coesão territorial e o desenvolvimento rural”.

Maria do Céu Albuquerque terminou reafirmando que a meta passa por “uma agricultura ainda mais inovadora, sustentável e competitiva; uma agricultura que reforce ainda mais a coesão territorial, que promova ainda mais o desenvolvimento rural e que se projecte ainda mais além-fronteiras; uma agricultura ainda mais tecnológica, amiga do ambiente e que jamais perca a sua identidade e a sua tradição”.

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Campeonato Nacional de Ornitologia em 2020 pode ser nos Açores. Governo Regional apoia

O Director Regional da Agricultura dos Açores manifestou a total disponibilidade do Governo para ser …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.