Início / Agricultura / INE: Chuvas promovem desenvolvimento vegetativo das pastagens e forragens

INE: Chuvas promovem desenvolvimento vegetativo das pastagens e forragens

As condições climatéricas ocorridas ao longo do mês de Abril melhoraram o desenvolvimento vegetativo dos prados, pastagens permanentes e culturas forrageiras, firma o Instituto Nacional de Estatística (INE), no seu Boletim Mensal da Agricultura e Pescas de Maio de 2019.

Contudo, e sobretudo nas regiões a Sul do Tejo, o aumento da biomassa não foi suficiente para compensar o menor desenvolvimento até aqui registado (resultado das elevadas temperaturas e baixos teores de humidade dos meses anteriores).

Observa-se, assim, uma menor disponibilidade de matéria verde nas pastagens, prevendo-se também uma redução nas produções forrageiras para conservação (fenos, silagens e feno-silagens).

Abril chuvoso

O mês de Abril caracterizou-se, em termos meteorológicos, como chuvoso. A precipitação média foi cerca de 40% superior à normal (1971-2000), tendo este mês sido o quinto Abril mais chuvoso desde 2000.

Quanto à temperatura, os valores foram próximos da média, permitindo classificar o mês como normal. No final de Abril, e de acordo com o índice meteorológico de seca PDSI, verificou-se uma diminuição da área em seca meteorológica, que se circunscreveu praticamente às regiões a Sul do Tejo. Deixaram de existir áreas na classe de seca extrema (0,5% em finais de Março) e apenas 31,6% do território encontrava-se em seca severa ou moderada (82,7% em Março).

Estas condições meteorológicas, dizem os técnicos do INE, causaram poucas limitações à realização dos trabalhos agrícolas normais para a época, uma vez que a precipitação ocorreu, em geral, por curtos períodos e fundamentalmente sob a forma de aguaceiros.

O impacto no desenvolvimento das culturas instaladas foi claramente positivo nos prados, pastagens, culturas forrageiras e cereais de Outono/Inverno, embora tenha provocado dificuldades na floração e vingamento de algumas culturas frutícolas, bem como no aumento da pressão de doenças criptogâmicas (especialmente míldio nas vinhas e pedrado nas pereiras).

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Espanha: Agricultores de Valência fazem manifestação pelos baixos preços das uvas

Os agricultores espanhóis da região de Valência estão preocupados com os baixos preços da uva. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.