Início / Agricultura / Dinâmica turística nos Açores deve garantir maiores proveitos à agricultura

Dinâmica turística nos Açores deve garantir maiores proveitos à agricultura

O director Regional da Agricultura dos Açores afirmou hoje, 12 de Novembro, no Pico, que é essencial que o sector agrícola consiga tirar maiores proveitos financeiros da nova dinâmica turística que se vive nos Açores.

“É mais do que justo e natural que os agricultores e todos aqueles que desenvolvem a sua actividade na cadeia do agro-alimentar e do agro-turismo sejam, de algum modo, compensados pelos turistas que nos visitam, que se deleitam nas nossas adegas e que se passeiam nas históricas curraletas do vinho verdelho”, frisou José Élio Ventura, na sessão comemorativa do Dia Europeu do Enoturismo.

Para o director Regional, seria também estimulante ver turistas participarem no trabalho associado à vinha, maioritariamente manual, que interliga as pessoas, a tradição, a terra e a paisagem. “Os Açores são conhecidos pelas suas paisagens, mas também pela sua agricultura, pelas suas produções agropecuárias de qualidade, como é o caso da vinha, do vinho e dos seus licores e aguardentes”, salientou.

Enoturismo

Na sua intervenção nesta cerimónia, realizada na adega ‘A Buraca’, que está a comemorar o 10.º aniversário e agrupa o turismo, o vinho e as tradições locai, José Élio Ventura destacou o contributo que a Cooperativa Vitivinícola da Ilha do Pico e o Laboratório Regional de Enologia têm dado ao desenvolvimento do enoturismo, ao promoverem a realização de palestras e de visitas guiadas em diferentes línguas.

José Élio Ventura salientou ainda o grande esforço que está a ser feito para recuperar a área dedicada à vitivinicultura, referindo que os investimentos apoiados pelo programa VITIS já permitiram que os Açores registassem um aumento de pouco mais de 200 para cerca de 1.000 hectares a produzir vinho já a partir do próximo ano, sendo o Pico a ilha com maior expressão neste sector.

O director Regional salientou ainda que têm surgido cada vez mais jovens agricultores qualificados e interessados em apostar na vinha e no vinho, criando mesmo novas marcas, em associação com enólogos de renome, contribuindo para o desenvolvimento e afirmação do sector.

“Esta dinâmica em torno do vinho criou, assim, mais uma oportunidade de promoção internacional do destino Açores e um segmento turístico em visível crescimento”, afirmou.

Os Açores possuem actualmente 38 marcas de vinho certificado, várias dezenas de produtores individuais, três zonas demarcadas, nomeadamente Biscoitos (ilha Terceira), Graciosa e Pico, e a Indicação Geográfica Protegida, para vinhos de qualidade brancos e tintos.

O Dia Europeu do Enoturismo foi criado em 2009, pela Rede Europeia de Cidades do Vinho (RECEVIN).

Agricultura e Mar Actual

loading...

Verifique também

Cotações – Azeite e Azeitona – Informação Semanal – 13 a 19 Novembro 2017

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas Azeitona de mesa Foi dada por …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *