Início / Agenda / Centro de Investigação Climática e Aplicações para a CPLP apresenta-se na Lusófona

Centro de Investigação Climática e Aplicações para a CPLP apresenta-se na Lusófona

O CIICLAA — Centro Internacional de Investigação Climática e Aplicações para a CPLP e África vai realizar uma conferência de divulgação, na Universidade Lusófona, em Lisboa, no próximo dia 4 de Abril, das 14 às 19 horas.

A entrada é livre mas precisa de ser confirmada até dia 28 de Março. Mais informações através do email p411@ulusofona.pt.

Aquele Centro pretende ser uma resposta aos problemas da variabilidade/alterações climáticas e seus impactos.

O Centro Internacional de Investigação Climática e Aplicações para a CPLP e África, é um Centro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que assume a figura de uma Associação de âmbito internacional, de carácter científico, sem fins lucrativos, de direito privado de Cabo Verde, dotado de personalidade jurídica e autonomia administrativa.

Foi recomendado como um Centro da CPLP, pela V Reunião de Ministros do Ambiente da CPLP, realizada no Sal a 4 de Maio de 2012 e consagrado, em Julho de 2012, pela IX Conferência de Chefes de Estado e de Governo da CPLP.
O CIICLAA foi constituído em Maio de 2015, na cidade da Praia – Cabo Verde, numa cerimónia pública presidida pelo primeiro-ministro de Cabo Verde.

Objectivos

O principal objectivo do CIICLAA é o de fomentar a investigação aplicada nas áreas das Geociências Ambientais, nos países da CPLP e de África, em particular as que relacionem o clima/variabilidade/alterações climáticas e medidas de mitigação/adaptação com os recursos hídricos e marinhos, ambiente, transportes, industria, energia, agricultura e desastres naturais.

Este processo será feito em articulação com os Serviços/Institutos públicos, Universidades, Politécnicos, instituições de investigação e outras entidades públicas ou privadas a operar naqueles domínios, designadamente através de serviços de informação climática, numa ligação estreita entre produtores e utilizadores e no respeito pelas competências próprias e missão dos seus membros.

Programa

14h30 – 15h00 – Sessão de Abertura
Boas vindas:
Reitor da ULHT – Professor Doutor Mário Moutinho
Presidente do Conselho Geral do CIICLAA/Presidente do INMG, Cabo Verde – Eng. José Moreno
Secretária-Executiva da CPLP – Maria do Carmo Silveira

15h00 – 16h30 – Apresentação do CIICLAA e das acções em curso
Eng. José Pimenta Lima – INMG, Cabo Verde e Director Executivo do CIICLAA

Apresentação de Projectos:

  • Estratégias Inovadoras de gestão do solo e da água para melhorar a segurança alimentar em regiões áridas e semi-áridas de forma a aumentar a resistência e a resiliência às alterações climáticas – Prof. António Dinis Ferreira, ESAC – Vigilância e controlo da transmissão da Malária em Moçambique utilizando Detecção Remota e parâmetros  ambientais – Doutora Célia Gouveia, IPMA; (a confirmar)
  • Projecto integrado sobre clima, variabilidade, alterações climáticas, impactos e medidas de adaptação para a cultura da vinha no Alentejo – Prof. João Corte Real, ULHT.

Conferência de divulgação sobre  o Centro Internacional de Investigação  Climática e Aplicações para a CPLP e África (CIICLAA) – Uma resposta aos problemas da Variabilidade/Alterações Climáticas e seus impactos

16h30 – 19h00 – Mesa Redonda
Coordenação Núcleo Central da Comissão Executiva do CIICLAA – Director Executivo, Eng. José Pimenta Lima,
Prof. Tomás Figueiredo (IPB),
Prof.ª Cristina Andrade (IPT),
Sérgio Ferreira (Meteorologista-Consultor)

Considerando que Seca na sua manifestação global (meteorológica, hidrológica e agrícola) e os seus impactos afectam uma parte substancial dos Países que integram a CPLP (Angola, Cabo Verde, Moçambique e Portugal) este terá de ser um tema forte na cooperação a estabelecer e por isso, se inicie este ciclo com uma palestra sobre a situação em Portugal:

  • Palestra sobre Seca e impactos em Portugal – Perspectivas de Cooperação na CPLP – Representante do IPMA; (a confirmar)
  • As actividades da agricultura face às condições gerais em Cabo Verde: estudo entre 1990 a 2018 Prof. Luís Manuel Monteiro Alves, ULHT;
  • A experiência brasileira na redução de riscos climáticos e alerta agrometeorológico sobre seca e comportamento vegetal – Prof. Orivaldo Brunini, IAC/ FUNDAG, Brasil;
  • Aspectos gerais estratégicos a serem considerados no financiamento dos projectos e actividades do CIICLAA – Núcleo Central.
  • Debate
    19h00 – Encerramento

Agricultura e Mar Actual

Verifique também

Capoulas Santos aprova novo projecto de regadio: Circuito Hidráulico de Évora

O ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, aprovou um novo projecto …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.