Início / Agricultura / Capoulas Santos aprova mais 14 projectos de reabilitação de regadios em Bragança

Capoulas Santos aprova mais 14 projectos de reabilitação de regadios em Bragança

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, aprovou mais 14 projectos de reabilitação de regadios tradicionais no distrito de Bragança. Ao todo, serão beneficiados cerca de 900 pequenos agricultores em 4 concelhos, com um investimento público a rondar os 2 milhões de euros.

Estes 14 projectos de recuperação complementam o Programa Nacional de Regadios, que prevê um investimento global de 534 milhões de euros, até 2022, na criação de mais 49 mil hectares e na reabilitação de 41 mil hectares de regadio, que vão criar 10.500 postos de trabalho permanentes, garante Capoulas Santos.

“Melhores condições para a fixação das populações”

“Estes projectos representam mais um investimento do Governo no desenvolvimento rural e na valorização do interior, criando mais e melhores condições para a fixação das populações e para o crescimento da pequena agricultura familiar”, sublinha o ministro Luís Capoulas Santos.

O titular da pasta da Agricultura lembra, em comunicado, que este novo pacote “faz parte de um projecto mais amplo de valorização dos territórios e da actividade agrícola, tornando-a mais produtiva e mais competitiva, nomeadamente através do uso mais eficiente da água”, sublinhando os aspectos sociais da medida: “o Governo pretende discriminar positivamente a agricultura familiar, de acordo com uma estratégia de apoio ao sector que se traduza na valorização da actividade e na consequente melhoria de rendimento para este segmento”.

Recuperar estruturas degradadas

Relativamente aos projectos aprovados, “trata-se de recuperar estruturas que se encontram degradadas, nas quais não foi feito qualquer investimento de melhoria ao longo de décadas e nas quais importa investir, para aproveitar todo o potencial desta região e dos recursos hídricos disponíveis”, refere o ministro.

Capoulas Santos lembra ainda a questão da adaptação às alterações climáticas, considerando “urgente promover o uso eficiente do recurso água e a constituição de reservas para enfrentar tempos de escassez, pelo que este investimento é plenamente justificado e vai ao encontros dos anseios dos pequenos agricultores”.

As candidaturas aprovadas distribuem-se segundo o seguinte quadro:

Agricultura e Mar Actual

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Verifique também

Maria do Céu Albuquerque: “cultura do milho assume importância reconhecida pelo País e pelo Governo”

Partilhar            A ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, marcou presença na sessão de encerramento do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.